Foco

Inteligência Brasileira investiga conta em português sobre EI em aplicativo

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) investiga a existência de uma conta em português, no aplicativo de mensagens Telegram, para a troca de informações sobre o grupo extremista Estado Islâmico.

Em nota, a Abin informou que a abertura dessa nova frente por parte dos jihadistas, direcionada ao público de língua portuguesa, amplia a complexidade do combate ao terrorismo e “representa facilidade à radicalização de cidadãos brasileiros”. A estratégia do EI é a mesma utilizada em todo o mundo.

A criação do grupo chamado «nashir» foi divulgada no início do mês pela diretoria do grupo SITE Intel, que monitora a ação de extremistas na internet.  Segundo a entidade, simpatizantes do Estado Islâmico divulgaram mensagens no aplicativo pedindo que pessoas que falam português se juntassem a uma «equipe de tradutores».

Outra ameaça ocorreu em abril, quando a Abin confirmou a veracidade de uma mensagem publicada pelo Twitter – uma semana após os atentados de novembro em Paris – dizendo que o Brasil seria o próximo alvo.

A partir de 5 de agosto, o Rio de Janeiro vai sediar os Jogos Olímpicos e a cerimônia de abertura deve reunir cerca de 100 chefes de Estado, mas as equipes de segurança que vão atuar no grande evento descartam a possibilidade de ataque terrorista. Mais de 85 mil homens vão trabalhar no esquema de segurança.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos