Foco

Ponte em obras cede em SP; veja estragos causados pela chuva

As tempestades que combinam chuvas e ventos e que têm afetado a capital, a região metropolitana e cidades do interior nas últimas semanas provocaram duas mortes e voltaram a causar transtornos na madrugada desta terça-feira. O temporais deixaram moradores isolados, derrubaram encostas e muros, destelharam casas, comércios e escolas e abriram enormes crateras em ruas e avenidas.

No Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, os bombeiros encontraram na tarde de ontem o corpo de um homem de 45 anos que estava desaparecido desde a noite de segunda-feira após o desabamento de sua casa.

Veja também:
Com fortes chuvas, represas de SP superam meta para o mês em 6 dias
Imagens mostram nuvens que podem ter causado microexplosão no interior de SP
Moradores de bairro na Grande São Paulo só conseguem sair a pé

Na avenida Professor Abraão de Morais – continuação da Dr. Ricardo Jafet, na zona sul –, as rachaduras que os moradores já haviam percebido nos últimos dias terminaram por afundar o asfalto, que foi parar dentro do córrego e interditou uma ponte.

Na cidade de Barueri, a queda de parte de um viaduto deixou 20 mil moradores praticamente isolados e sem acesso ao transporte público.

Em São Roque, um pedreiro de 58 anos que trabalhava na reforma de uma vinícola morreu após as paredes serem derrubadas pela tempestade. Na estrada do Vinho, ponto turístico local, o vento cortou as árvores ao meio e destelhou fábricas.

A cobertura metálica de uma escola em Vargem Grande foi arrancada e acabou no meio da rua. Em cidades como Campinas, Piracicaba, Sumaré, Salto, Tietê e Santa Bárbara do Oeste, rios transbordaram e chegaram a expulsar famílias de suas casas.

Pelos cálculos da Defesa Civil Estadual, ao menos 300 pessoas estão desabrigadas. Mais de 2,5 milhões de paulistas ficaram sem luz. No domingo, uma mulher já havia morrido em Jarinu em consequência das chuvas.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos