Brasil

Maranhão revoga decisão de anular impeachment

Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara, voltou atrás e revogou a decisão de anular a sessão da Câmara que aprovou a abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Na noite desta segunda-feira, dia 9, o deputado comunicou a integrantes do PP sobre a decisão, que já está assinada e deve ser publicada nesta terça-feira para que ela passe a ter valor. O ato assinado já está em posse de um representante da Mesa da Câmara e um ofício foi enviado ao presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Mais cedo, Maranhão se pronunciou sobre a sua decisão de anular o trâmite do processo de impeachment e afirmou que a medida era uma maneira de «corrigir vícios [do processo] que, certamente, seriam questionados no futuro».

O político do PP-MA ainda chegou a rebater as críticas feitas por Renan Calheiros, de que ele estaria brincando com a democracia. «Não estamos e nem estaremos em momento algum brincando de fazer democracia», afirmou, acrescentando que, ao contrário do que foi dito, ele tentava «salvar a democracia pelo debate».

Leia também:
Agora, Temer fala em cortar até 10 ministérios em eventual governo

Protestos contra o impeachment bloqueiam vias pelo Brasil

O presidente da Câmara, Waldir Maranhão, revoga sua anulação das sessões do processo de impeachment de Dilma na Casa pic.twitter.com/PzY9bpTPBQ

— Rádio BandNews FM (@radiobandnewsfm) 10 de maio de 2016

 

Processo de impeachment no Senado
Após rejeitar a anulação da decisão, o presidente do Senado deu seguimento ao processo com a leitura do relatório da Comissão Especial do Impeachment nesta segunda mesmo sob protestos de parlamentares da base governista. Na sequência, após prazo de 48 horas, os senadores votarão em plenário o relatório, aceitando ou não o processo de impeachment.

A votação deve acontecer na quarta-feira, dia 11, e, caso o pedido de afastamento seja acatado pela Casa, Dilma Rousseff é afastada do cargo por 180 dias até a conclusão do processo. Nesse interim, o vice-presidente Michel Temer assume a presidência.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos