Foco

Em São Paulo, ônibus podem parar por 3h na sexta-feira

Motoristas e cobradores de ônibus da capital podem parar por três horas na próxima sexta-feira caso as negociações da campanha salarial não cheguem a um acordo nesta semana.

Hoje, está prevista uma passeata dos trabalhadores da sede do sindicato, na Liberdade (centro), até o viaduto do Chá. A esse ato, deve ir apenas quem não estiver em serviço no horário.

Líderes do sindicato querem se reunir com o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, para ter sua atuação na negociação.

A SPTrans informou ontem, em nota, que “a prefeitura acompanha as negociações de perto por ser um serviço essencial”, mas que se “trata de relação privada entre patrão e empregado”.

Os trabalhadores pedem aumento salarial de 5% acima da inflação, reajuste – de R$ 19 para R$ 25 – no vale-refeição e R$ 2.000 em participação nos lucros.

O SPUrbanuss, que reúne as empresas de ônibus, ainda não fez contraproposta a esses valores.

Leia também:
Bloqueio de vilas em SP será parcial; Haddad irá manter acesso de pedestres
Em Curitiba, motoristas do Uber denunciam agressões até com arma de fogo
Em nota, a entidade diz que as empresas estão fazendo “esforços” para conduzir as negociações e “espera que a categoria dos operadores entenda o momento econômico que o país e a cidade de São Paulo enfrentam”.

Os motoristas e cobradores esperam para amanhã a proposta por parte das empresas. Se não houver acordo, pretendem paralisar todas as linhas da cidade das 10h às 13h de sexta.  

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos