Foco

Só 26% planejam viajar em São Paulo nos próximo seis meses

Viajar nos próximos seis meses? De preferência de carro. E mais, dentro do Brasil e para ficar na casa de amigos ou parentes. Gasto mínimo é a ordem do dia nos planos de viagens dos paulistanos.

Isso para aqueles que planejam viajar nos próximos seis meses. Pesquisa feita pela Fundação Getulio Vargas, a  pedido do Ministério do Turismo, mostra que apenas 26,3% dos entrevistados na cidade de São Paulo no mês passado pretendem fazê-lo – eram 33,4% um ano antes.

Os resultados mostram que a crise econômica se abateu também sobre as férias do paulistano. Por exemplo: se em dezembro de 2014 o avião era o meio de transporte eleito pela maioria, um ano depois ele perdeu adeptos e o carro passou a ser o modal eleito pela maior parte dos entrevistados (veja quadro abaixo).

“Nessa época há um grande fluxo de viagens de curta distância, de até 600 km, que acabam sendo feitas de carro”, diz José Francisco de Salles Lopes, diretor de de Estudos Econômicos e Pesquisas do Ministério do Turismo.

Outro ponto que se destaca na pesquisa com os paulistanos é onde pretendem se hospedar: 44,8% contam com a casa de parentes ou amigos, o maior percentual da série histórica. Em contrapartida, 34,5% dos entrevistados planejam ficar em hotéis ou pousadas, este o menor índice da série.

“Isso é natural dentro do quadro econômico atual”, disse Lopes. Mas ele destaca outro fator: em geral, quando ficam em casa de conhecidos, os turistas ficam mais tempo viajando. E aí, mais tempo, férias… Acabam gastando até mais, no final, do que se ficassem um período menor fora de casa, mesmo pagando hotel.

Viagem pelo país

A alta do dólar também inteferiu nos planos. Os destinos nacionais são os escolhidos por 85%. “Antes essa preferência estava em torno de 70%”, disse Lopes.

Mas ele analisa que esse aumento tem outros fatores como causa além da cotação de mais de R$ 4. “Vemos uma mudança  paulatina na opção de viagem por destinos domésticos desde a Copa, com o aumento da infraestrutura e dos atrativos”, afirmou.

viagem-mais-modesta

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos