Foco

Grupo com 34 países islâmicos se unem para combater terrorismo

Saudi Press/Reuters
Arábia Saudita anunciou uma coligação militar | Saudi Press/Reuters

A Arábia Saudita anunciou uma coligação militar de 34 países islâmicos para combater o terrorismo, com um centro de operações conjuntas em Riade e o apoio de outras dez nações, incluindo a Indonésia.

Segundo a agência saudita (SPA), o propósito desta coligação é “unir esforços para combater o terrorismo”, eliminar os seus objetivos e causas e sublinhar o direito dos Estados à legítima defesa.

As operações militares para combater o terrorismo e desenvolver os programas e mecanismos necessários para apoiar estes esforços serão coordenadas a partir de Riade.

Os 34 governos baseiam sua coligação nos princípios e objetivos da Carta da Organização de Cooperação Islâmica, “que pede aos Estados-Membros que cooperem para combater o terrorismo em todas as suas formas e manifestações e rejeita todas as justificações e desculpas para o terrorismo”.

Além disso, apoiam-se nas disposições contidas na Carta das Nações Unidas e em outras convenções internacionais com vista à erradicação do terrorismo.

Além da Arábia Saudita, participam da aliança a Jordânia, Emirados Árabes Unidos, Paquistão, Barém, Bangladesh, Benim, Turquia, Chade, Togo, Tunísia, Djibuti, Senegal, Sudão, Serra Leoa, Somália, Gabão, Guiné, Palestina, Camarões, Qatar, Costa de Marfim, Kuwait, Líbano, Líbia, Maldivas, Mali, Malásia, Egito, Marrocos, Mauritânia, Níger, Nigéria, Iémen.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos