Foco

Professor francês mentiu sobre ataque a faca de seguidor do Estado Islâmico

Equipes da polícia de Paris foram mobilizadas para investigar o local do falso ataque do Estado Islâmico | Charles Platiau/Reuters
Equipes da polícia de Paris foram mobilizadas para investigar o local do falso ataque do Estado Islâmico | Charles Platiau/Reuters

O professor francês que disse ter sido esfaqueado na manhã desta segunda-feira (14) confessou ter inventado todo o episódio, inclusive que seu agressor era um seguidor do Estado Islâmico (EI).

O docente da escola pública infantil de Aubervilliers, no nordeste de Paris, disse que tinha sido esfaqueado dentro da sala de aula por um homem mascarado que se dizia seguidor do EI.

O caso foi levado para as autoridades francesas, que o tratavam como suspeita de terrorismo.

Em depoimento, no entanto, o professor de 45 anos confessou que inventara a história. Agora, os agentes de polícia tentam descobrir quais motivos levaram o profissional a simular uma agressão. Ele chegou a ser internado com ferimentos leves em um hospital francês.

O episódio ocorreu na escola pública Jean Perrin, em Aubervilliers, em Seine-Saint-Denis.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos