Foco

Em SP, simulador passa a ser obrigatório para obter CNH

Equipamento simula condições reais de tráfego | Zanone Fraissat/Folhapress
Equipamento simula condições reais de tráfego | Zanone Fraissat/Folhapress

A partir desta segunda-feira, quem for tirar a carteira de habilitação para carros no Estado de São Paulo precisará obrigatoriamente fazer cinco horas/aula em um simulador de direção, uma delas reproduzindo o período noturno.

A medida faz parte de resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que prevê que as aulas deverão ser obrigatórias em todo o território nacional a partir do início do ano que vem, mas o Detran-SP resolveu antecipar a exigência.

As aulas no simulador deverão ser realizadas depois da conclusão do curso teórico, de 45 horas/aula, e antes da realização do exame teórico no Detran.

Mas não é só quem der entrada em seu processo de habilitação a partir de hoje que passará a precisar  fazer as aulas no aparelho. O futuro condutor que estiver com o exame médico para o processo de habilitação agendado a partir de hoje também estará incluído na nova regra.

Desde julho de 2014, as autoescolas do Estado de São Paulo oferecem a aula no equipamento, mas elas eram opcionais. O candidato a motorista podia optar por fazer parte das aulas práticas obrigatórias no equipamento eletrônico.

Mais de 310 mil aulas já foram dadas nos cerca de mil simuladores cadastrados em autoescolas e cursos de formação no Estado.

 

Idas e vindas

Inicialmente, o uso do simulador deveria ser obrigatório em 2013. A data foi sendo prorrogada até que, em junho de 2014, o Contran decidiu que as aulas no equipamento seriam opcionais em todo o país.

Em julho deste ano, porém, uma nova portaria do órgão federal tornou novamente obrigatório que se realizem aulas no equipamento antes de o candidato passar pelas aulas práticas de direção.  METRO

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos