Foco

Crise não impediu aumento de salários, mostra pesquisa

Em 2015, 33% dos entrevistados de uma pesquisa anual feita pela Catho disseram ter tido aumento de salário. O bom desempenho no trabalho foi apontado por quase 35% dos entrevistados como o principal motivo para terem recebido aumento no emprego atual. Já a promoção de cargo e o aumento geral da empresa ocupam o segundo e o terceiro lugares da lista de principais motivos indicados por quem teve um incremento na faixa de remuneração, nessa ordem.

O pedido de aumento, citado por 8,1% dos entrevistados, e a cobertura de uma outra proposta de trabalho, com 4,2%, também figuram no ranking. O cenário manteve-se estável em relação ao ano passado, quando a premiação por bom desenvolvimento foi a maior responsável pela melhoria no salário de 33,8% dos entrevistados, e a promoção de cargo foi citada por 28,2% dos profissionais.

23 mil pessoas

A “Pesquisa dos Profissionais Brasileiros – Um Panorama sobre a Contratação, Demissão e Carreira dos Profissionais” é uma publicação da Catho. Originalmente lançada a cada dois anos, passou a ser anual em 2013.

O levantamento de 2015 contou com 23.011 respondentes de todo o Brasil. Do total de respondentes, 54,2% estão empregados; sendo que 29,7% são de grandes empresas (com mais de 500 funcionários). A pesquisa foi feita no período de 13 de junho a 29 de julho de 2015.  

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos