Brasil

Lula é intimado pela Polícia Federal a depor na Operação Zelotes

Lula deverá prestar esclarecimentos sobre o suposto esquema de compra de medidas provisórias | Nelson Antoine/FramePhoto/Folhapress
Lula deverá prestar esclarecimentos sobre o suposto esquema de compra de medidas provisórias | Nelson Antoine/FramePhoto/Folhapress

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi intimado pela Polícia Federal a depor em uma investigação de suborno envolvendo o seu filho Luís Cláudio, de acordo com um documento de intimação obtido pela Reuters.

Lula não está sob investigação, mas será interrogado sobre a suspeita da polícia de que um pagamento de R$ 2,5 milhões para uma empresa de Luís Cláudio poderia ter sido suborno para influenciar a aprovação de legislação favorecendo empresas do setor automotivo.

A intimação de 1º de dezembro determina que Lula compareça à sede da PF em Brasília na próxima quinta-feira para «prestar esclarecimentos». A intimação foi entregue à Reuters por uma fonte próxima da investigação.

A PF fez buscas nos escritórios de uma empresa de propriedade de Luís Cláudio em 26 de outubro, como parte da Operação Zelotes, que investiga fraudes em julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

De acordo com declarações da polícia na época, evidência de suborno, extorsão e tráfico de influência levou à operação.

«O ex-presidente não tem qualquer relação com tais fatos, mas se notificado irá prestar esclarecimentos», disse o advogado Cristiano Zanin Martins do escritório Teixeira, Martins & Advogados, que representa a família Lula.

O ex-presidente é alvo de investigação da Procuradoria da República no Distrito Federal por suposto tráfico de influência depois que deixou o cargo em 2010 como o presidente mais popular do Brasil.

Na quarta-feira, um juiz autorizou um pedido da polícia para quebrar os sigilos bancário e fiscal da empresa LFT Marketing Esportivo, de Luís Cláudio, e do ex-ministro do governo Lula Gilberto Carvalho.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos