Brasil

Governo entrega defesa de Dilma contra o impeachment ao STF

Para Luís Inácio Adams, o tribunal deve suspender o julgamento das contas e analisar a suspeição de do relator separadamente | Marcelo Camargo/Agência Brasil
Luís Inácio Adams diz que o processo de impeachment passa obrigatoriamente pelo STF | Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo federal entregou a defesa da presidente Dilma Rousseff contra o pedido de impeachment ao Supremo Tribunal Federal (STF) após uma reunião entre o ministro da Advocacia Geral da União (AGU), Luís Inácio Adams, e o presidente da Corte, Ricardo Lewandowski. O prazo terminava nesta sexta-feira.

Luís Inácio Adams afirmou que a lei de 1950 que prevê os caminhos jurídicos de um processo de impeachment foi introduzida em outro contexto constitucional, portanto cabe uma decisão do próprio Supremo sobre a questão.

O ministro disse ainda que o processo não deve ser dividido entre Câmara dos Deputados e Senado e que o governo deve apostar as fichas no Senado.

Leia também
Dilma afirma que PSDB está por trás do impeachment aceito por Cunha
Dilma nega rompimento com Temer: conversa de quarta-feira foi ‘rica e pessoal’
Gritaria, tapas e até ratos! Relembre sete ‘barracos’ em Brasília em 2015

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos