Foco

Confira dicas para curtir a Black Friday longe dos prejuízos

A data que marca o dia de promoções em massa já é bastante conhecida e esperada pelos brasileiros, mas sempre vale reforçar os cuidados essenciais para que o consumidor não caia em golpes. Para ajudar a esclarecer alguns pontos, o Idec reuniu uma série de dicas. Confira!

Alternativa para resolver problemas

Desde junho deste ano o consumidor pode registrar suas queixas por meio do site consumidor.gov.br. O que o diferencia dos similares que já existiam na web é que este foi idealizado pela Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), órgão ligado ao Ministério da Justiça. A ferramenta tem o objetivo de promover acordos entre consumidores e empresas sem que seja necessário recorrer à Justiça. Até o início de setembro, o canal havia contabilizado 15.904 registros de reclamações.

Direitos do consumidor

Os descontos nos preços não exime os estabelecimentos de cumprirem a legislação. Em caso de defeitos nos equipamentos, por exemplo, a lei garante que se o problema não for resolvido no prazo de 30 dias e o consumidor poderá escolher entre exigir a troca por outro produto em perfeitas condições; a devolução integral da quantia paga; ou o abatimento proporcional do preço. As compras feitas pela internet podem ser canceladas em sete dias mesmo sem defeito. E toda publicidade passa a ser uma cláusula a ser cumprida.

Verifique se os produtos estão realmente em oferta

 

Não é raro que alguns estabelecimentos usem datas comerciais de grande apelo para anunciar produtos com preços maquiados, semelhantes aos que estavam em vigor antes da promoção. Por essa razão os consumidores devem pesquisar atentamente entre os concorrentes. Uma vez que a oferta for identificada como real, o consumidor deve ainda evitar comprar por impulso e estar atento às informações de descrição do produto ou do contrato, no caso de compra de serviços.

 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos