Foco

Jovem de 15 anos morre em hospital e é a 19ª vítima de chacina na Grande SP

Morreu, na madrugada desta quinta-feira (27), a 19ª  vítima da chacina do dia 13 de agosto nas cidades de Osasco e Barueri, na Grande São Paulo.

Letícia Vieira Hillebrand da Silva, de 15 anos, estava internada no Hospital Regional de Osasco. Ela foi baleada quando conversava com uma mulher na calçada da rua Suzano, Vila Merck, também em Osasco. As duas foram atingidas por homens que atiraram de dentro de um carro. Até o momento, seis pessoas que foram vítimas dos ataques em série sobreviveram à chacina. Pelo menos três feridos ainda estão internados em hospitais da região.

Justiça pedirá prisão preventida de 21 suspeitos

Depois que receber o relatório final da Corregedoria da Polícia Militar, o juiz Luiz Alberto Moro Cavalcante afirmou ao programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, que irá pedir a prisão preventiva dos 20 policiais militares e um civil suspeitos de participação na chacina que matou 18 pessoas, em Osasco e Barueri, na noite do dia 13.

Entre os acusados estão 12 soldados, dois cabos, cinco sargentos, um tenente da reserva e um civil, marido de uma PM suspeita de envolvimento no crime.

Segundo o inquérito da corregedoria da PM, alguns dos suspeitos são acusados de forjar um álibi para a noite do crime. A maioria dos envolvidos alega que esteve em um bar da zona norte da capital enquanto as mortes ocorriam. Uma denúncia anônima feita pelo Disque Denúncia afirmou que os PMs pediram para um tenente da reserva, que trabalha como segurança do local, também considerado um suspeito, colocasse o nome deles na lista do bar.

O secretário da Segurança Alexandre de Moraes afirmou ontem que estão sendo seguidas quatro linhas de investigação: uma de retaliação pela morte de um PM, em Osasco, outra de retaliação pela morte de uma Guarda Civil, em Barueri. A terceira seria uma vingança conjunta entre PMs e Guardas Civis e a quarta hipótese é a de ação de traficantes da região.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos