Brasil

Dilma decide indicar Janot novamente à Procuradoria-Geral da República, diz jornal

O mandato de Janot acaba dia 17 de setembro, mas ele pode ser reconduzido pela presidente Dilma por mais dois anos | Antonio Cruz/Agência Brasil
Janot foi o mais votado na eleição interna entre os procuradores | Antonio Cruz/Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff decidiu indicar o atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para ser reconduzido ao cargo para mais um mandato de dois anos, e já enviou o nome dele para a apreciação do Senado, informou o jornal «Folha de S.Paulo» nesta sexta-feira.

Janot foi o mais votado na eleição interna entre os procuradores realizada na quarta-feira e encabeça a lista tríplice que foi apresentada pela categoria à presidente com vistas à indicação do novo chefe do Ministério Público.

À frente da PGR (Procuradoria-Geral da República), Janot tem comandado as investigações de políticos envolvidos na operação Lava Jato, que apura um esquema bilionário de corrupção na Petrobras, entre eles os presidentes da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), contra quem Janot pediu e obteve do Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquéritos.

Origem da Lava Jato

A Lava Jato é uma das maiores operações da Polícia Federal e dura cerca de um ano e meio. Ao menos 200 inquéritos foram abertos após o início das investigações. Após as denúncias, executivos, políticos, doleiros e grandes empresários foram presos.

Entenda a operação Lava Jato

O início da operação se deu após um empresário ter denunciado um esquema de corrupção ao juiz Sérgio Moro e aos procuradores da República. Segundo reportagem doJornal da Band, Hermus Magnus teria sido envolvido em um esquema de lavagem de dinheiro montado pelo doleiro Alberto Youssef e pelo ex-deputado José Janene, morto em setembro de 2010.

Panelaço

Na noite dessa quinta-feira, a presidente e o PT enfrentaram mais um dia de protestos contra o governo. Manifestantes promoveram um panelaço em diversas regiões do Brasil durante o programa político do partido.

A propaganda começou com o ator José de Abreu explicando que há dois caminhos para a crise: esperança ou pessimismo. Ressaltou, ainda, que o PT tentou evitar que a crise chegasse ao país nos últimos anos.

Por fim, a legenda encerrou o vídeo ironizando a forma de protesto. «Nos últimos tempos, começaram a dar uma nova utilidade às panelas. A gente não tem nada contra isso. Só queremos lembrar que fomos o partido que mais encheu a panela dos brasileiros.»

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos