Brasil

Editora teria recebido R$ 120 mil para apoiar o PT, diz lobista

O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto teria intermediado o repasse de cerca de R$ 120 mil à Editora 247, responsável pelo site Brasil 247, que apoia o governo.

O pagamento, segundo depoimento do lobista Milton Pascowitch, foi feito pela empresa de software Consist, que no total teria repassado R$ 15 milhões ao PT por meio do lobista.

Pascowitch disse ter se reunido, a pedido de Vaccari, com o representante da Editora 247, Leonardo Attuch, e pago  R$ 120 mil a título de “elaboração de material editorial”.

Os pagamentos, na realidade, eram um disfarce para justificar o “apoio” que o PT dava ao blog, segundo a delação de Pascowitch, e não houve prestação de serviços pela 247.

Em nota, o jornalista Leonardo Attuch afirmou que os serviços foram prestados: “A Editora 247 foi contratada pela Jamp, por meio de José Adolfo Pascowitch [irmão do lobista], para a produção de conteúdo sobre o setor de engenharia. Os serviços foram prestados, as notas fiscais foram emitidas e os impostos recolhidos como em qualquer transação comercial legal e legítima”.

O presidente da Consist Sotware, Pablo Alejandro Kipersmit, também foi preso ontem. Sobre a questão da editora, o juiz Sérgio Moro pediu mais esclarecimentos. 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos