logo
Foco
Foco 29/04/2015

Vagas em creches e pré-escolas da USP são congeladas; MP foi acionado

O Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado serão acionados pela Assembleia Legislativa por causa do congelamento de 141 vagas em creches e pré-escolas mantidas pela USP (Universidade de São Paulo).

As matrículas foram suspensas nas sete unidades localizadas na capital e no interior que atendem funcionários, estudantes e professores da universidade.

Nos próximos dias, o reitor Marco Antônio Zago também deve ser convocado por deputados estaduais para prestar esclarecimentos na Comissão de Educação.

A Universidade de São Paulo foi procurada pela Rádio Bandeirantes, mas preferiu se pronunciar por nota.

No texto, a USP diz que não se pode falar em corte ou falta de vagas nas creches e diz que em 2015 novos ingressos não foram feitos, mas as crianças que já estavam matriculadas continuam sendo atendidas.