logo
Foco
Foco 29/04/2015

Índice que reajusta o aluguel sobe 1,17% em abril, diz FGV

Desde janeiro, o índice já subiu 2,05% | Danilo Verpa/Folhapress

Desde janeiro, o índice já subiu 2,05% | Danilo Verpa/Folhapress

O IGP-M (Índice Geral de Preços Mercado), conhecido como a “inflação do aluguel”, porque é usado para reajustar a maioria dos contratos imobiliários, subiu 1,17% em abril,  depois de avançar 0,98% em março, com a aceleração da alta dos preços no atacado ofuscando o alívio no varejo.

A Fundação Getulio Vargas (FGV) informou nesta quarta-feira que o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, registrou alta de 1,41%, depois de avançar 0,92% em março.

No IPA, os preços dos bens finais aceleraram a alta a 1,11% em abril, ante 0,65% no mês anterior. Entre as principais influências positivas, o tomate registrou avanço de 41,08% neste mês, contra alta de 6,48% em março.

Já o Índice de Preços ao Consumidor, com peso de 30% no IGP-M, subiu 0,75% em abril, contra alta de 1,42% no mês anterior.

A FGV informou ainda que o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) subiu 0,65%, após avanço de 0,36% em março.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.