logo
Foco
Foco 29/04/2015

Dois são baleados em retirada de usuários da Cracolândia em SP

Moradores da Cracolândia atearam fogo em algumas barricadas | Adriano Vizoni/Folhapress

Moradores da Cracolândia atearam fogo em algumas barricadas | Adriano Vizoni/Folhapress

Uma operação da prefeiturade São Paulo para desocupar a região conhecida como favelinha da Cracolândia, no centro, na tarde desta quarta-feira, terminou em confronto. Duas pessoas foram baleadas.

Pela manhã, agentes da prefeitura haviam ido à rua Dino Bueno desmontar barracos de dependentes de crack que ocupavam a via, além de limpar o local.

A ideia era atrair mais viciados para o programa De Braços Abertos, que oferece moradia em hotéis, trabalho e atendimento médico.

Policiais que acompanhavam a operação foram agredidos, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública. Um deles teria atirado para o chão, mas o disparo ricocheteou e estilhaços das balas atingiram duas pessoas.

Seguiu-se uma confusão com corre-corre. Os feridos foram levados pela Guarda Civil para a Santa Casa.

Por volta das 17h30, houve nova confusão. Usuários de crack montaram barricadas, ateando fogo em objetos. A Tropa de Choque reagiu com bombas de gás e os bombeiros jogavam água nos bloqueios.

Os usuários fugiram e se espalharam pela região central, indo além do terminal Princesa Isabel. Houve ônibus depredados e ao menos um motorista foi assaltado. Pedestres foram ameaçados por usuários de drogas.

Comerciantes baixaram as portas com medo de assaltos e invasões. A avenida Rio Branco chegou a ser fechada.