logo
Foco
Foco 28/04/2015

Milhares de policiais são convocados para controlar confrontos em Baltimore

Jim Bourg/Reuters

Em Baltimore, acontece um toque de recolher durante toda a semana entre 22h e 5h | Jim Bourg/Reuters

O estado norte-americano de Maryland convocou milhares de agentes policiais e tropas da Guarda Nacional para controlar os confrontos em Baltimore, desencadeados após protestos contra a violência policial por causa da morte do jovem negro Freddie Gray, na cidade de Baltimore, morto no dia 19 após ferimentos na coluna cervical, provocados por um agente.

O superintendente da polícia de Maryland, William Pallozzi, disse ter ordenado que 500 agentes de todo o Estado viessem dar apoio aos policiais da cidade e requisitou mais 5 mil.

A comandante da Guarda Nacional, Linda Singh, disse que 5 mil soldados vão proteger moradores e propriedades.

Foi também decretado o toque de recolher obrigatório na cidade durante toda a semana das 22h às 5h a partir desta terça-feira (28).

As autoridades pretendem, assim, diminuir a violência desencadeada nas últimas horas nas ruas de Baltimore depois da morte do jovem negro quando estava sob custódia policial. A onda de violência provocou ferimentos em vários agentes, alguns dos quais com gravidade, além de lojas saqueadas e prédios incendiados.

A polícia de Baltimore admitiu na sexta-feira (24) que o jovem deveria ter recebido assistência médica imediata.

Seis agentes foram suspensos enquanto esperam que a polícia entregue no dia 1º de maio as conclusões do inquérito ao procurador de Maryland, que pode decidir abrir um processo.

Os últimos dados da polícia apontam para 26 detidos durante os protestos de segunda-feira (27) em Baltimore, além de 15 agentes feridos e muitos estragos materiais.

[metrogallerymaker id=”668″]