logo
Foco
Foco 24/04/2015

Juro do cheque especial atinge 220% e é o maior em 19 anos

Os juros do cheque especial subiram novamente em março deste ano e atingiram a marca de 220,4% ao ano no mês de março, de acordo números divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Banco Central. O valor é o maior em 19 anos. Anteriormente, a maior taxa havia sido a de março de 1996, de 217,71% ao ano. A série histórica do BC para juros do cheque especial começa em 1994.

Com esse resultado, os juros para pessoas físicas continuaram em patamar elevado em março. De acordo com os dados do BC, a taxa média de juros com recursos livres – que podem ser aplicados livremente pelos bancos – ficou em 54,4% ao ano. O número superou a taxa de 54,3% ao ano de fevereiro, até então a maior da série histórica do BC, iniciada em março de 2011.

Os juros do cartão de crédito também contribuíram para o resultado. A taxa global ficou em 79,1% ao ano no mês passado, a maior desde setembro de 2012. A análise engloba os juros para aquisições parceladas e para o crédito rotativo. A taxa para compras parceladas, de 111,5% ao ano, caiu 0,6 ponto percentual em relação a fevereiro. No entanto, os juros para o crédito rotativo no cartão atingiram 345,8% ao ano, o maior valor desde o início da série histórica do BC, em março de 2011.

A inadimplência com recursos livres para pessoas físicas e jurídicas ficou em 4,4% em março, estável tanto em relação a fevereiro quanto na comparação com o mesmo mês do ano passado.