logo
Foco
Foco 23/04/2015

União Europeia irá triplicar verbas para crise de imigrantes

Náufragos são resgatados no litoral da Grécia | Michalis Loizos/Reuters

Náufragos resgatados no litoral da Grécia | Michalis Loizos/Reuters

Os líderes da União Europeia (UE) que se encontraram nesta quinta-feira em Bruxelas para discutir saídas à crise imigratória anunciaram, através da chanceler alemã, Angela Merkel, que triplicarão as verbas para lidar com a o problema por meio de mais missões de busca e resgate.

A bem da verdade, a verba equivale a uma quantia semelhante à que era adotada pelo bloco europeu até o ano passado. A UE havia decidido reduzir drasticamente seus gastos com busca e resgate por corte de custos. Agora, recua da decisão, apenas.

“Mesmo com a maior boa vontade do mundo, essas questões não têm solução”, disse à agência “Reuters”  um diplomata de alto escalão, destacando a diferença nos padrões de vida no sul e no norte do Mediterrâneo.

Só houve 28 sobreviventes do desastre de domingo, que matou mais de 800 imigrantes. Um funeral ecumênico foi realizado nesta quinta em Malta para 24 das vítimas, as únicas cujos corpos foram recuperados até agora da embarcação, na qual se acredita haver muitos cadáveres presos nos pisos inferiores.