logo
Brasil
Brasil 18/04/2015

Defesa de Vaccari entra com pedido de liberdade

Jo√£o Vaccari Neto faz exames no IML em Curitiba/PR

Vaccari foi preso na última quarta-feira |Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress

A defesa do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso na última quarta-feira na Operação Lava Jato da Polícia Federal, entra com pedido de liberdade no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre.

Na petição, os advogados argumentam que a prisão se baseia somente em suspeitas, sem que haja indícios sólidos da participação dele no esquema de corrupção envolvendo empreiteiras e a Petrobras.

A defesa sugere a análise rápida dos registros fiscais de João Vaccari Neto alegando que os documentos demonstram que todas as movimentações financeiras estão dentro da capacidade dele.

Novo tesoureiro

Na sexta-feira, o deputado estadual Márcio Macêdo, do PT de Sergipe, foi escolhido o novo tesoureiro do partido. Vaccari pediu afastamento do partido após ser preso de forma preventiva na última quarta-feira.

Vaccari é suspeito de receber propina no esquema de corrupção na Petrobras, mas nega as acusações.  A direção do PT afirmou que considerou desnecessária do ex-tesoureiro.