logo
Foco
Foco 13/04/2015

Após incêndio, Santos fará revisão em procedimentos de segurança

Corpo de Bombeiros da PMESP

Incêndio atingiu tanques de combustíveis | Corpo de Bombeiros da PMESP

O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), afirmou nesta segunda-feira, em entrevista à Rádio Bandeirantes, que irá promover uma revisão das leis e procedimentos de segurança na cidade, depois do incêndio nos tanques da Ultracargo.

Segundo o prefeito, autoridades federais e estaduais, que também têm jurisdição sobre o porto, vão participar do processo de revisão. Além de rever as normas, o município vai tentar tirar do papel algumas obras importantes, que dependem de autorizações e verbas externas.

Barbosa disse também que criou uma comissão para analisar as consequências do incêndio. De acordo com ele, a primeira medida já foi tomada: a empresa ficará embargada até demonstrar que não há riscos para a população.

Incêndio

Após nove dias, o incêndio – que atingiu o complexo industrial que fica localizado no bairro da Alemoa – foi considerado controlado pelo Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil.

As equipes de combate bombearam água do mar com espuma para apagar o fogo. Ao todo seis tanques da empresa foram atingidos.