logo
Foco
Foco 09/04/2015

Ex-presidiário detém homem que assediou mulheres no trem

Um agente de segurança da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) foi detido por um ex-presidiário na noite de quarta-feira (8), após mostrar seu órgão genital dentro de um vagão.

Cleber do Santos Silva, de 42 anos, é acusado por três mulheres do ato obsceno. Ele estava sem uniforme no momento do crime.

O funcionário da CPTM foi imobilizado por Robson, de 25 anos, que é ex-presidiário com duas passagens por roubo. Liberado da prisão na segunda-feira (6), ele vendia balas dentro do trem e reagiu prontamente ao ouvir os gritos de uma das vítimas.

Ao ser indagado pelo “Brasil Urgente” sobre qual era sua profissão, Robson respondeu que era “ladrão” e disse que não admite crimes que agridem mulheres. “Nem quem está dentro do sistema carcerário aguenta deixar passar batido (um ato como esse). Para mim, um cara desse é um lixo”, justificou.

Ao ser confrontado sobre o caso Cleber do Santos disse que “não fez nada”.

Ele vai responder por ato obsceno e importunação ofensiva ao pudor, mas foi liberado após um termo circunstanciado ser redigido pela polícia.