logo
Foco
Foco 07/04/2015

Mulher morre seis dias após se tornar a mais velha do mundo

| Silver Oaks Health and Rehab Facility/Reuters

Gertrude morreu aos 116 anos | Silver Oaks Health and Rehab Facility/Reuters

Gertrude Weaver, que na semana passada havia se tornado a pessoa mais velha a se ter conhecimento no mundo, morreu aos 116 anos em uma casa de repouso do Estado de Arkansas, nos Estados Unidos, informaram  representantes da instituição nesta segunda-feira (6).

Gertrude, que disse que o segredo para a longevidade era tratar as pessoas com gentileza, conseguiu gozar de alguns momentos de notoriedade global e se divertiu ao ler notícias sobre como havia se tornado a pessoa mais velha do planeta, disse Kathy Langley, diretora do centro de reabilitação em que Gertrude estava internada, na cidade de Camden.

“Ela certamente se divertiu”, disse Langley. “Estamos devastados por perdê-la.”

Gertrude nasceu em 4 de julho de 1898, de acordo com o Grupo de Pesquisa em Gerontologia, entidade responsável por validar as idades das pessoas mais velhas do mundo. Existem apenas outras três pessoas vivas com registros de nascimento que comprovam terem nascido antes de 1900, de acordo com o grupo.

Filha de agricultores, Gertrude nasceu no Arkansas, perto da fronteira com o Texas, e trabalhou como ajudante doméstica.

A pessoa mais velha a se ter conhecimento no mundo é agora Jeralean Talley, que nasceu em 23 de maio de 1899 e vai completar 116 anos no próximo mês, de acordo com o grupo.