logo
Foco
Foco 07/04/2015

Consumidor reclama por ter que pagar por sacolinhas em São Paulo

No primeiro dia útil com a nova regra para sacolas plásticas na cidade, consumidores reclamaram de ter que pagar pela embalagem. E a maioria nem sabia que a lei estava em vigor. lei das sacolinhas vox populi

Na maioria das redes, a nova sacola, nas cores verde ou cinza, custa entre R$ 0,08 e R$ 0,10.  Alguns, como Mambo e Zaffari, não estão cobrando.

A estagiária Paula Martins, 27 anos, foi pega de surpresa e teve que pagar R$ 0,10 por uma sacola verde para levar suas compras ontem em Pinheiros (zona oeste). “Não sabia que iam cobrar pelas sacolas.”

No mesmo supermercado, o artista plástico Thomaz Andrade, 59 anos, foi informado que teria de pagar pela sacola e conseguiu uma caixa para levar suas compras. “Eu tinha ouvido falar da lei, mas não sabia que já estava em vigor”, diz.

O valor da cobrança foi o primeiro fator que a auxiliar administrativa Gilsaine da Silva, 27 anos, mencionou. Ela era uma das poucas que sabiam como usar os modelos disponíveis para descartar seus resíduos, mas não quer pagar. “Com certeza vou carregar sempre uma sacola retornável.”

Apesar de considerar que ela terá um efeito positivo, o assistente de marketing Kaíque Brasileiro, 19 anos, não acha justa a cobrança. “As empresas deveriam  colaborar com essa iniciativa que vai melhorar a cidade onde elas estão também.”

Mas, se boa parte das grandes redes está cobrando pelas embalagens, os pequenos não veem tanto espaço para fazê-lo.

A comerciante Claudia Liu, que tem um pequeno mercado, espera as novas embalagens chegarem e tentará não cobrar por elas.  “Vai depender do custo.”

Na padaria onde trabalha  a caixa Edna Freitas, 32 anos, na rua João Moura, as sacolinhas estão saindo de graça para os clientes.

A prefeitura alega que a lei tem caráter educativo e que não há a intenção de criar uma indústria de multas. Na semana passada, o prefeito Fernando Haddad (PT) sinalizou que a primeira constatação de irregularidade renderia advertência, não multa. A prefeitura não informe se houve fiscalização ou multas.

lei da sacolinha arte