logo
Foco
Foco 07/04/2015

Casos de dengue superam em 162% o registrado em 2014 no país

Casos de dengue aumentam no estado de São Paulo, chamando a atenção dos gestores públicos | Divulgação

Casos de dengue em 2015 estão 162% acima do registrado no ano passado | Divulgação

O número de casos de dengue no país já supera em 162% os registros de 2104. Em entrevista aos veículos da Band, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, alerta para que a população fique atenta aos sintomas e também aos sinais de agravamento da doença.

“Não dá para esperar a confirmação do laboratório. Se tem sinais de suspeita, trata-se como um caso suspeito”, destaca. E acrescenta: “Com a identificação dos sinais de alerta nós conseguimos prevenir o óbito”.

A dengue não tem cura. O ministro explica que o tratamento inclui a aplicação de medicamentos para aliviar os sintomas e também a necessidade de manter o pacidente hidratado.

Em algumas cidades do país, como a capital paulista, as prefeituras estão montando tendas para o atendimento exclusivo às pessoas com dengue. Desta maneira se consegue disponilibizar atendimento eficiente e ao mesmo tempo evitar a superlotação de hospitais.

Apesar de alto e superior aos registro de 2014, os números da dengue em 2015 ainda estão bem abaixo do registrado em 2013. São 47% casos a menos. O ministro Arthur Chioro fala que o avanaço da doença ocorre de forma desigual.

Segundo ele, depois da quantidade de casos registrada em 2013, alguns municípios investiram em planos de contingência e, assim, conseguiram impedir uma nova epidemia. Esse seria o motivo para em alguma regiões do país ter havido aumento expressivo da doença e outras regiões apresentarem queda nos números.