Foco

Motorista que fugiu após bater carro de luxo em SP se entrega

O homem suspeito de provocar um acidente na zona oeste de São Paulo se entregou à polícia na manhã desta quarta-feira. Luís Matheus Nunes Santos, amigo de infância da vítima, foi ao 14º Distrito Policial e presta depoimento.

O acidente ocorreu às 2h45 da madrugada de segunda-feira, na Avenida Professor Fonseca Rodrigues esquina com Avenida Pedro de Moraes.

Segundo testemunhas, um veículo, dirigido por Luiz Matheus Nunes Santos, colidiu com um poste, e um curto-circuito do transformador que caiu em cima do carro iniciou o fogo.

Leia mais:
Em SP, motorista bate carro de luxo e foge; uma pessoa morreu carbonizada
Testemunhas mudam depoimento sobre acidente na zona oeste de São Paulo

Mauricio, que ocupava o banco do passageiro, foi pego pelas chamas juntamente com o carro e teve o corpo totalmente carbonizado, preso entre as ferragens.

O segurança de um prédio na avenida, ouviu o barulho e foi até o local, onde viu o condutor do veiculo que aparentava estar embriagado, sair do carro e verificar a porta traseira, mas quando viu o estado passageiro fugiu sem se identificar.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) chegou a bloquear a Avenida Pedroso de Morais entre a Rua Alberto Faria e a Avenida dos Semaneiros para o trabalho da perícia.

De acordo com fontes ligadas a investigação, Luiz Matheus teria fugido com a mulher e as duas filhas após o acidente.

Na segunda-feira, o segurança prestou depoimento e reconheceu o retrato de Luiz como sendo o motorista do automóvel.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), a vítima foi identificada a partir de sua arcada dentária e por um pino que possuía no braço. O corpo de Mauricio Fittipaldi Morade, de 37 anos, é velado no Funeral Home e deve ser cremado no Crematório da Vila Alpina, às 14h desta quarta.

O caso foi registrado no 14º DP como homicídio culposo na direção de veiculo automotor e fuga de local de acidente.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos