Foco

Jordânia está disposta a libertar jihadista em troca de refém do EI

Sajida al-Rishawi teria acompanhado seu marido em uma missão suicida mas falhou em ativar o colete com explosivos e foi presa | Jordanian TV/AFP

O governo da Jordânia afirmou estar disposto a libertar uma jihadistas iraquiana em troca da libertação do refém em mãos do grupo Estado Islâmico (EI), informou nesta quarta-feira a televisão estatal.

«A Jordânia está disposta a libertar a prisioneira Sajida al Rishawi se o piloto jordaniano for libertado são e salvo», declarou o porta-voz do governo, Mohammad al Momeni, segundo a TV jordaniana.

O EI deu um prazo, que se encerra em algumas horas, para que a iraquiana fosse libertada e, caso contrário, o jornalista japonês Kenji Goto e o piloto jordaniano Maaz al-Kassasbeh seriam mortos.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse hoje estar chocado com as ameaças do grupo terrorista, e garantiu que o governo estava pedindo a cooperação da Jordânia.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos