Foco

Jordânia aceita trocar terrorista por piloto capturado pelo Estado Islâmico

O governo da Jordânia anunciou ontem que está disposto a entregar uma mulher iraquiana presa por envolvimento em um ataque a bomba suicida em 2005 se um piloto jordaniano capturado pelo Estado Islâmico (EI) for solto pelos militantes.

“A Jordânia está pronta para soltar a presa Sajida al-Rishawi se o piloto jordaniano tenente Muath al-Kasaesbeh for solto e sua vida for poupada”, disse o porta-voz do governo, Mohammad al-Momani. Ele, porém, não fez nenhuma menção ao refém japonês Kenji Goto, veterano correspondente de guerra que também está sendo mantido refém pelo EI.

Um vídeo divulgado na última terça-feira mostra Kenji Goto dizendo que tinha 24 horas de vida, a menos que a Jordânia soltasse a terrorista Sajida al-Rishawi. O prazo terminaria ontem.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos