Foco

Al-Qaeda no Iêmen ameaça matar refém americano

A Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA) ameaça em um vídeo executar um refém americano, informou o Centro de Vigilância de Sites Islamitas (SITE).

O homem que aparece no vídeo, com data de dezembro de 2014, é um repórter fotográfico sequestrado na capital iemenita em setembro de 2013, segundo o SITE.

A vítima é Luke Somers, 33 anos, que no vídeo afirma ter sido sequestrado há mais de um ano e que precisa de ajuda, pois sua vida está em perigo.

Nas imagens, Naser ben Ali al-Ansi, da AQPA, ameaça executar o refém nos três dias posteriores à divulgação do vídeo, caso o governo dos Estados Unidos não responda às exigências do grupo islamita. A mensagem não detalha as reivindicações, mas afirma que Washington as «conhece».

A ameaça da Al-Qaeda de executar o fotógrafo americano acontece depois que o grupo Estado Islâmico (EI), conhecido pela brutalidade nos territórios que controla no Iraque e na Síria, decapitou cinco reféns ocidentais, desde agosto, sequestrados na Síria.

A Al-Qaeda é ativa no sul e leste do Iêmen, país pobre da península arábica, afetado por conflitos violentos.

O Iêmen é um aliado chave dos Estados Unidos na luta contra a Al-Qaeda. Sanaa autoriza o governo americano a realizar ataques com drones em seu território contra o grupo extremista.

Washington considera a AQPA o braço mais perigoso da Al-Qaeda. O grupo aproveitou a fragilidade do governo central em 2011, durante a Primavera Árabe, que provocou a queda do presidente Ali Abdallah Saleh, para reforçar sua presença no país.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos