Foco

TAM muda número de voo após previsão de tragédia

A TAM alterou o número do voo JJ-3720 para JJ-4732 na escala do dia 26 de novembro, data prevista pelo vidente Jucelino Luz para um acidente com a aeronave na avenida Paulista.

No site da companhia aérea, o voo, que faz o trajeto São Paulo-Brasília, teve o número trocado somente na data citada pelo vidente. Nos dias 25 e 27 de novembro, a numeração permanece JJ-3720.

O vidente, que registrou a premonição no 8º Cartório, em 24 de outubro de 2014 (leia depoimento ao lado), disse que, em 26 de novembro, a aeronave apresentará problemas em uma das turbinas e se chocará com o prédio na esquina da avenida com a alameda Campinas.

Por conta da previsão do vidente, um condomínio que fica na região distribuiu, na terça-feira, um comunicado prevenindo os condôminos. No aviso, a administração do condomínio Barão de Serro Azul diz não ter o intuito de ser sensacionalista ou alarmista. “Com a sensação do dever cumprido, deixo a decisão a cada um responsável pelas suas equipes de trabalho”, diz o texto.

Luz ficou conhecido por afirmar ter previsto o acidente com o avião do candidato do PSB à presidência Eduardo Campos, em agosto. O vidente diz que sonhou com o acidente em 2005 e desde então tem alertado o condomínio sobre suas premonições.

Alerta

A TAM não explicou a mudança na numeração do voo mas disse que considerou o alerta e permanecerá atenta às operações no período citado. A empresa afirmou ainda que realiza manutenções preventivas com regularidade em toda a sua frota e que as operações aéreas da empresa estão certificadas pelas principais autoridades aeronáuticas do mundo, que exigem o cumprimento de rigorosos requisitos de segurança.

Untitled-1‘Recados vêm em formato de sonhos’ *

Desde 1979 tenho premonições. Acontecem todos os dias. Recebo esses recados mais ou menos uma hora depois que caio no sono. Vêm em formato de sonhos e se mostram como um túnel do tempo. É como se eu assistisse a uma cena de um filme e depois pudesse voltar para a realidade e relatar tudo o que vi.
Depois que eu acordo, faço um rascunho desse cena e envio cartas aos possíveis envolvidos nas visões. É um alerta, acho importante que todos saibam.
Sempre que eu não recebo a resposta ou da empresa ou da pessoa que eu tenha visto, eu registro em cartório. É uma forma de registrar um caso muito sério, com este da avenida Paulista, por exemplo. Esse eu previ em 2005 e mandei várias cartas alertando. A última foi em outubro. Mesmo que a Paulista fique fora de qualquer rota aérea, um problema mecânico pode interferir e ocasionar a mudança de rota. Isso aconteceu no desaparecimento do avião da Malaysia Airlines, que eu também previ. No caso do acidente do Eduardo Campos, eu vi em 2005. Ele era ministro de Ciência e Tecnologia da gestão Lula. Avisei o governador da época, o Jarbas Vasconcelos, duas vezes, por carta. Não recebi resposta do próprio Eduardo Campos, mas uma pessoa que se dizia bem ligada a ele me retornou e disse que ele tomaria providências. Isso foi em 2006. Ainda estava longe da data que previ. Vi mais um que acontecerá em 2015 em Paris, França. Mandei cartas e fiz todo o procedimento que normalmente faço.

*Jucelino Luz, vidente

 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos