Foco

Presidente da Ucrânia afirma que russos atuam no leste do país

Dilma condenou ‘escalada de conflitos’ | Ueslei Marcelino/Reuters
Dilma condenou ‘escalada de conflitos’ | Ueslei Marcelino/Reuters

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, disse nesta segunda-feira que militares russos estão combatendo ao lado de separatistas pró-Moscou contra forças ucranianas e que um novo sistema de mísseis russo está sendo usado pelos rebeldes.

A declaração foi feita durante uma reunião emergencial com os chefes de segurança em Kiev após um fim de semana de ataques contra posições dos rebeldes perto da fronteira com a Rússia e em meio a acusações, por parte de Moscou, de que um russo havia sido morto por forças da Ucrânia.

A guerra de palavras entre Kiev e Moscou e os combates intensos, nos quais forças ucranianas infligiram pesadas baixas aos rebeldes, marcam uma dura escalada nos três meses de conflito, nos quais vários militares ucranianos, civis e rebeldes morreram.

Dilma

Em Brasília, a presidente Dilma Rousseff condenou a “escalada de conflitos em várias partes do planeta”, sem mencionar nominalmente qualquer região ou confronto. Ela fez as declarações ao lado do presidente russo, Vladimir Putin. Dilma também elogiou a condução da Rússia no conflito na Síria.

“Consideramos que a escalada de conflitos em várias partes do planeta ameaça a estabilidade mundial. Nessa ordem multipolar é necessário adotar como prioridade solução consensual e pacífica de conflitos”, disse Dilma.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos