Foco

Ônibus são depredados em dia de greve na Grande São Paulo

Motoristas e cobradores de ônibus da Viação Osasco, na Grande São Paulo, continuam com as atividades paralisadas / Brazil Photo Press/Folhapress
Motoristas e cobradores de ônibus da Viação Osasco, na Grande São Paulo, continuam com as atividades paralisadas / Brazil Photo Press/Folhapress

Quinze ônibus foram depredados em mais um dia de paralisação na Grande São Paulo. De acordo com a Prefeitura de Osasco, motoristas e cobradores estão sendo ameaçados por alguns grevistas e retirados dos veículos.

A empresa de transportes Viação Osasco, que opera na cidade com uma frota de 177 ônibus, está circulando com 26 veículos. A empresa Viação Urubupungá, que também atende Barueri e tem uma frota de 170 ônibus, está operando com 91 carros.

Funcionários de 32 linhas da Viação MobBrasil, que atende a população de Diadema, ainda estão em reunião. Já a Viação Miracatiba, do Consórcio Intervias, que atende Itapecerica e Embu, está voltando a circular gradativamente desde a uma e meia da tarde.

Às 14h15, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) começou a apreciar em plenário o dissídio coletivo dos motoristas da cidade de Osasco, fator que acarretará impacto imediato na greve local.

Às cinco da tarde, uma assembleia no sindicato da categoria se reuniu para discutir o resultado do dissídio no TRT.

A administração espera um desfecho positivo para que os trabalhadores retornem aos seus postos de trabalho e os ônibus voltem a operar normalmente.

O protesto começou no fim da madrugada desta quinta-feira e atinge as cidade de Osasco, Itapecerica da Serra, Diadema, Barueri e Embu.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos