Foco

Deputado aparece em reunião suspeita sobre transporte em SP

O deputado estadual Luiz Moura (PT) é suspeito de ter participado de uma reunião na sede de uma cooperativa de micro-ônibus em São Paulo. No encontro, segundo boletim de ocorrência, estavam membros de uma facção criminosa.

Veja também
• Polícia investiga crime organizado e ônibus incendiados, diz secretário

Moura foi condenado a 12 anos de prisão por roubo na década de 1990 em Santa Catarina e no Paraná, passou um ano e meio preso e fugiu. Após prescrição dos crimes, ele apareceu e, em 2010, foi eleito deputado pelo PT.

Segundo boletim de ocorrência, ele e outras 42 pessoas estavam na sede da Transcooper – uma cooperativa de ônibus na zona leste de São Paulo – quando os policiais que investigam o crime organizado chegaram. 

A equipe investiga uma suposta ligação do PCC (Primeiro Comando da Capital) com ataques a um ônibus na capital.

Na reunião, além do deputado, a polícia encontrou Carlos Roberto Maia, o Carlinhos Alfaiate, um famoso ladrão de bancos da década de 1990. Ele acabou preso. Já Moura, foi liberado no local.

Em entrevista ao Brasil Urgente, Luiz Moura de defendeu das acusações. Suspeito de compactuar com ataques a ônibus na cidade de São Paulo, o deputado disse que nunca teve contato com os membros do crime organizado.

«Nunca ouvi falar nesse Carlinhos Alfaiate. Fui convidado para essa reunião para discutir o aumento salarial dos integrantes da cooperativa».

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos