Foco

Tribunal de Justiça bloqueia bens de pai do Bernardo

Em nota divulgada pelo Tribunal de Justiça nesta sexta-feira, foi decretada a indisponibilidade dos bens de Leandro Boldrini, pai de Bernardo, garoto que foi vítima de homicídio no último dia 4. O pedido foi feito pelo Ministério Público.

O médico está proibido de realizar movimentações financeiras e atos de disposição de bens móveis ou imóveis de sua propriedade.

O MP acredita que, como ainda está em tramitação o inventário de bens de Odilaine Uglione, mãe de Bernardo, no qual o garoto era herdeiro único, não é licito que esses bens custeiem a defesa de Leandro.

Logo no começo do dia, os primeiros resultados da perícia do Rio Grande do Sul foram divulgados. Segundo o laudo, não há vestígios que indiquem que Bernardo teria sido enterrado vivo.

Entenda o caso

Bernardo Boldrini, de 11 anos, foi encontrado morto em um matagal na cidade de Frederico Westphalen, no Rio Grande do Sul.

Segundo a Polícia Civil, a madrasta, uma amiga dela e o pai da vítima são os principais suspeitos de terem cometido o crime. O menino teria sido morto com uma injeção letal.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos