Estilo de Vida

10 sintomas que indicam que você tem depressão exógena e como notá-los

Lembre-se da importância do acompanhamento com um profissional para o correto diagnóstico

10 sintomas que indicam que você tem depressão exógena e como notá-los

Recentemente, falamos sobre depressão endógena, que é aquela que não tem uma origem clara, mas que pode se tornar algo crônico. E, hoje, discutiremos sobre depressão exógena: você sabe o que?

Caso tenha curiosidade e queira entender melhor sobre o tema, nós te explicamos a seguir todos os detalhes. Vamos lá?

Não deixe de ler esta notícia: Se notou estes sintomas, pode ser que tenha transtorno bipolar. Veja como identificá-los!

Afinal, o que é depressão exógena?

Antes de mais nada, é importante ressaltar que a depressão de modo geral não é uma frescura, uma tristeza passageira, mas sim uma doença e que demanda a necessidade de acompanhamento especializado.

Sobre a depressão exógena, faz referência àquela que se originou de um evento traumático e que não foi tratado por um período de tempo. Estamos falando, por exemplo, de má relação com os pais e responsáveis, situações de violência dos mais variados tipos, entre outros.

E quais são os sintomas de depressão exógena?

Tanto para a endógena quanto para a exógena, segundo especialistas, os sintomas são os mesmos. E, para esta segunda [exógena] é mais comum e “fácil” de se diagnosticar. Se destacam entre os sintomas:

  • Perda de interesse sexual. Muitas das vezes a pessoa não deixa de fazê-lo, mas não sente como algo prazeroso;
  • Falta de energia, cansaço excessivo e preguiça. Todos, em algum momento, temos preguiça de fazer algo, mas quando isso acontece de maneira mais frequente, pode ser um sinal de depressão;
  • Insônia ou sonolência;
  • Queixas recorrentes de dores musculares e sintomas físicos, podendo se destacar: problemas digestivos, dor no peito, taquicardia, etc;
  • Evidente humor depressivo: sentimento de culpa, sensação de tristeza, etc;
  • O indivíduo se julga como um peso para amigos e familiares;
  • Sentimento de culpa;
  • Perda de apetite e, por vezes, de peso. O contrário também pode ocorrer;
  • Tem frequentes pensamentos sobre tragédias;
  • A pessoa faz recorrentes avaliações negativas sobre si mesmo.

⚠️⚠️⚠️ NÃO ESQUEÇA DISSO ⚠️⚠️⚠️

Por ser uma doença, para o correto diagnóstico, é necessário que você seja submetido a uma avaliação por um especialista. Recorde-se também que o texto é apenas informativo e não tem a proposta de fornecer avaliações finais, tratamentos ou substituir a visita regular às consultas com um profissional.

#FicaADica: Lembre-se que se precisar conversar e dizer o que está sentindo, há também, de forma gratuita, o canal do Centro de Valorização da Vida (CVV), que disponibiliza atendimento por chat, telefone e e-mail. Para ver informações adicionais, incluindo horários de atendimento por chat, basta clicar aqui!

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos