Estilo de Vida

‘Me apaixonei por alguém que fala outra língua, e agora?’

Especialistas dão dicas de como fazer o relacionamento funcionar mesmo falando outra língua

‘Me apaixonei por alguém que fala outra língua, e agora?’

Quando se trata de amor, romance e sexo, existe realmente apenas uma linguagem? E como entrar em um novo relacionamento quando existe a barreira da comunicação? Esses são alguns questionamentos levantados pelo Metro Reino Unido (texto em inglês) sobre a questão de ser possível ou não se relacionar com alguém que fala outra língua.

Embora a comunicação seja algo essencial em qualquer relacionamento, isso não significa necessariamente que a influência da língua seja um problema. “O que é realmente importante é que os casais se sintam conectados por meio do entendimento compartilhado”, diz o especialista em sexo e relacionamento, Rhian Kivits.

Ele segue dizendo que a comunicação é mais do que as palavras faladas. Para Rhian, o tom de voz, expressões do rosto, gestos e linguagem corporais também são importantes.

LEIA TAMBÉM:

Será que dormir em camas separadas melhora o relacionamento? Sexóloga responde

Sua vida sexual está em crise? Essas dicas podem te ajudar

Valentina, filha de Tadeu Schmidt, revela ser uma pessoa queer

Charly Lester, especialista em namoro do aplicativo Inner Circle, explica que a conexão feita no começo do namoro é muito mais do que você diz para outra pessoa. “Sim, palavras importam, mas quando estamos no primeiro encontro com alguém, nossa primeira impressão também é baseada em sua aparência, a maneira como eles interagem com os outros, sua linguagem corporal e quanto interesse eles mostram em nós”. Para a especialista, o segredo é ter interesse e paciência entre as duas partes.

Dificuldades

Mesmo com todos as coisas positivas citadas, não tem como ignorar o fato que a língua também tem suas barreiras. “Casais que não são fluentes no mesmo idioma podem ter dificuldade em compartilhar significados em suas conversas. Isso pode levar a falhas de comunicação e se transformar em sentimentos de desconexão ou até mesmo discussões”, explica Rhian.

Quando os parceiros não compreendem a resposta ou falam sobre um outro assunto totalmente diferente, pode parecer que estão sendo ignorados ou desrespeitados, isso faz com que o relacionamento seja questionado.

Entretanto, essas barreiras podem ser ultrapassadas com a tecnologia. Leva apenas alguns segundos para digitar uma palavra no tradutor do celular e fazer a conversa fluir. Com o tempo você pode até aprender outro idioma.

Benefícios

“Criar um espaço onde você está realmente dedicando tempo para trabalhar em conjunto mostra uma vontade de ouvir um ao outro, o que leva a um relacionamento mais saudável e feliz”, diz outro especialista, Alex Mellor-Brook. Isso faz com que seja desenvolvido presença, paciência, flexibilidade, compaixão e tolerância, habilidades importantes nos relacionamentos.

Uma coisa é certa: quem fala a mesma língua do outro pode ter tantos ou mais problemas de comunicação quanto aqueles que não falam o mesmo idioma.

LEIA MAIS:

Horóscopo do amor da semana: Previsões de 24 a 28 de janeiro de 2022

Estudo confirma que a maioria das solteiras não está buscando um parceiro; elas são felizes assim!

Como ter um ótimo sexo no chuveiro?

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos