Estilo de Vida

A apêndice realmente é um órgão desnecessário?

Somente em 2019 foram 48.803 internações por apendicite na região sudeste do Brasil

A apêndice realmente é um órgão desnecessário?

É comum ler e conversar sobre a apêndice ser um órgão desnecessário no corpo humano. Inclusive, a cirurgia geral para a retirada do órgão é muito comum. De acordo com o Datasus, órgão do Ministério da Saúde, em 2019 ocorreram 48.803 internações por apendicite, somente na região Sudeste do Brasil, sendo homens de 20 a 29 anos os mais afetados.

Mesmo com a alta no número de internações por apendicite, a cirurgia é considerada inofensiva, já que, segundo a medicina, não traz impacto ao corpo humano, pois o órgão é considerado entre a comunidade científica como um resquício evolutivo humano, sem função reconhecida no organismo.

Entretanto, um Um estudo da Universidade de Duke (EUA), publicado em 2007, questionou essa ideia, apontando que o órgão ajuda o sistema a ficar imune, por ser a região da apêndice um ambiente adequado ao crescimento de bactérias benéficas ao organismo.

LEIA TAMBÉM:

Associação de laboratórios sugere suspender testagem de casos leves de covid

Estado de SP reduz tempo de quarentena para vacinados que contraírem a covid-19

Burnout passa a ser doença do trabalho; saiba reconhecer os sintomas e entenda o que muda a partir de agora

Diagnóstico

A apendicite é uma inflamação aguda e, ao ser constatada, o paciente precisa de atendimento imediato, pois, caso haja demora, a doença tende a levar a quadros mais graves e até mesmo à morte.

De acordo com o Ministério da Saúde, os sintomas são:

  • Dor do lado inferior direito do abdome. É uma dor pontual, contínua e localizada, fraca no início, mas que vai aumentando de intensidade;
  • Náuseas, vômitos e perda de apetite;
  • Dor na parte alta do estômago ou ao redor do umbigo;
  • Flatulência, indigestão, diarreia ou constipação;
  • Febre, que, geralmente, começa após 1 ou 2 dias;
  • Perda de apetite;
  • Mal-estar geral, que pode ser confundido com um problema alimentar.

O diagnóstico é feito a partir de exames clínicos, físicos e de imagem.

Tratamento

O tratamento contra apendicite é exclusivamente cirúrgico, com a remoção do órgão. O procedimento leva em torno de 30 a 60 minutos e sendo necessário 3 dias de internação pós operatório e a recuperação podendo ocorrer de uma semana até um mês.

LEIA MAIS:

Mãe com câncer terminal aluga outdoor na Times Square para encontrar genro: ‘namore minha filha’

Não é impressão sua: as vacinas contra o coronavírus afetam seu ciclo menstrual, sim

Lentes de contato nos dentes: saiba como é feita a aplicação

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos