Estilo de Vida

Gripe felina: veja os sintomas e o tratamento contra a gripe que afeta os gatos

‘Terapia de suporte’ é o método mais orientado caso o seu pet apresente os sintomas

Gripe felina: veja os sintomas e o tratamento contra a gripe que afeta os gatos

Em tempos de surtos de gripes e resfriados, é comum pensar também nos seus pets. Mesmo sendo praticamente impossível a gripe humana passar para o bichano e vice-versa, eles podem sofrer de um problema específico: a gripe felina.

Segundo o portal Petz, o termo ‘gripe’ pode se referir a toda enfermidade que ataca o sistema respiratório, gerando alguns sintomas específicos. Porém, a causa mais comum está relacionada à rinotraqueíte. Os sintomas podem ser parecidos com os resfriados que afetam os humanos, porém, de acordo com o médico-veterinário, Dr. Bruno Saito, as causas são diferentes, podendo partir de três questões principais:

  • Herpesvírus Felino: um vírus muito contagioso, também chamado de HVF;
  • Calicivírus Felino: também um vírus com alta capacidade de contágio, conhecido como CVF;
  • Chamydophila felis: uma bactéria que também causa rinotraqueíte em gatos, mas é mais rara.

A principal forma de contaminação acontece quando um gato entra em contato com outro que está doente, ocorrendo principalmente com os felinos que saem às ruas.

Sintomas

Se você está em dúvida se o seu gato está gripado ou não, o também médico-veterinário, Dr. ítalo Oliveira, lista alguns sintomas:

  • tosse;
  • espirros;
  • secreções nasais;
  • secreções oculares;
  • febre;
  • perda de apetite;
  • apatia.

Tratamento

O primeiro passo é levar o seu pet ao veterinário para avaliar os sintomas. Caso diagnosticado, o tratamento mais comum oferecido é a “terapia de suporte”, com o seguintes procedimentos:

  • Hidratação: ofereça sempre água fresca e limpa para seu peludinho;
  • Ração de qualidade: se você preferir, recomenda-se misturar ração úmida à ração seca para agradar o bichano e ainda estimular a hidratação,
  • Remédios de suporte: em alguns casos, pode-se recomendar remédio para gripe de gato e antibióticos a fim de combater infecções secundárias. Além disso, o suplemento alimentar pode ser uma boa ideia para alguns bichanos. Porém, essas medidas devem ser tomadas apenas com orientação médica.

Prevenção

Dr. Bruno explica que a vacina contra rinotraqueíte faz parte do calendário obrigatório de vacinas para gatos. “A vacina proporciona produção de anticorpo contra os principais agentes que causam morbidade em felinos”, comenta. Além disso, o veterinário indica nutrição adequada, exercícios frequentes e visitas regulares ao veterinário.

Atenção!

Nunca dê medicamentos aos seus animais de estimação sem antes consultar um médico-veterinário de confiança.

LEIA TAMBÉM:

Momento fofo: mulher decide adotar gatinho depois de descobrir que ele e seu pet eram melhores amigos

Não é só pulga: veja 5 motivos que fazem o seu cachorro se coçar

5 sintomas que indicam que o seu gato está doente

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos