Estilo de Vida

6 sinais de que você está ansioso e não sabe

Ansiedade pode gerar outros tipos de problemas sem você ao menos perceber. Saiba interpretar os sinais

6 sinais de que você está ansioso e não sabe

A ansiedade pode aparecer de forma silenciosa, sem avisar. Muitas pessoas até passam por isso sem ao menos saberem que são ansiosas, por não terem certeza do que estão sentindo.

O psicólogo clínico Evan Parks explica que ansiedade geralmente surge quando não estamos no controle de tudo que gostaríamos. Ele faz uma analogia com uma estrada: “a ansiedade ocorre naturalmente quando você está dirigindo por uma estrada coberta de neve e percebe que seu carro está começando a derrapar; conforme o carro desliza, você não tem o controle que gostaria”.

O que te faz perder o controle pode ser uma série de fatores prévios, como trabalho e relacionamento, por exemplo. Também é comum sentir ansiedade imaginando eventos futuros. Como ainda não aconteceu, não temos controle da situação.

Uma coisa importante para observar é: você pode estar ansioso e mesmo assim não perceber. “Você pode estar ansioso e ainda assim parecer calmo, se comportar normalmente e realizar coisas importantes. A ansiedade não é parecer ou agir como uma pessoa nervosa”, explica o psicólogo.

Pensando nisso, o site Psychology Today separou uma lista com 6 sinais para você reconhecer a ansiedade. Veja a seguir:

1. É difícil para você nomear as emoções

Se você passa o dia inteiro sem pensar muito no que sente e tem dificuldades de explicar para alguém o que está sentindo, ou não consegue perceber o que te leva a se sentir bem ou mal, ou ainda raramente pergunta para alguém como essa pessoa está se sentindo, é sinal de que você pode sofrer de alexitimia, que significa “sem palavras para as emoções”.

2. Começou a sentir dor crônica e outros problemas de saúde durante um período de estresse

Se você analisar a sua vida e tentar entender quando alguma dor específica no corpo começou, como uma dor no pescoço ou nas costas, é possível compreender que isso ocorreu após um período de grande transição ou estresse. “As transições e o estresse são bastante desafiadores devido à nossa falta de controle nessas situações, o que leva à ansiedade”, comenta Evan.

3. Você não fala sobre seus altos e baixos com outras pessoas

Pessoas que conseguem conversar abertamente sobre a sua vida com outras conseguem compartilhar sobre as suas emoções. Manter as conversas sempre superficiais, apenas como trabalho, esporte e política dificulta a vontade de falar sobre o que sente ou deseja.

LEIA TAMBÉM:

Raças de cães perfeitas para pessoas com depressão

Os signos que sofrem por amor, mas não perdem a pose

É saudável ouvir músicas que nos fazem chorar?

4. Você não sabe necessariamente o que precisa

É importante entender que o ser humano possui uma necessidade básica de comunicação. Se você não sabe do que precisa, não está ciente das suas reais necessidades em uma relação amorosa, por exemplo, automaticamente você não vai saber se a sua necessidade está sendo atendida ou não, gerando ansiedade.

5. Seu modo de enfrentar problemas não é saudável

Você pode repetir pra si mesmo mil vezes que está tudo bem, mas seu corpo e seu sentimos dizem que não está. Isso pode refletir em beber mais álcool, fumar, procrastinar e gastar dinheiro. Além disso, uma pequena coisa te irrita profundamente ou as vezes não acontece nada, e mesmo assim a raiva toma conta.

6. Você sente dor mas não sabe explicar a origem

A dor crônica é um sinal claro de ansiedade. “Pense na dor física como uma forma alternativa de seu cérebro chamar sua atenção de que algo está errado se seu sistema de alerta emocional for desligado”, diz o psicólogo clínico.

Como identificar as emoções?

A vezes as pessoas se forçam a não querer sentir, o que acarreta todos os problemas apontados acima. O psicólogo trabalha tenta explicar aos seus pacientes as emoções e o porquê delas serem úteis. “Também discuto como as emoções estão relacionadas às nossas necessidades emocionais básicas. Em seguida, passo um pouco mais de tempo falando especificamente sobre ansiedade, já que essa emoção parece mais difícil do que outras para convivermos e administrarmos”, finaliza”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos