Estilo de Vida

Jejum intermitente: o que você precisa saber antes de começar essa dieta

Tire suas dúvidas no texto. Mas atenção! Nunca comece esse tipo de jejum sem acompanhamento profissional

Jejum intermitente: o que você precisa saber antes de começar essa dieta

O jejum intermitente é uma tendência que cresce a cada dia e se torna popular entre as pessoas que desejam perder peso. Porém, é importante ficar atento aos riscos de fazer esse tipo de jejum sem passar por um acompanhamento profissional adequado.

A coordenadora do curso de graduação em nutrição da Faculdade Santa Marcelina, Irani Gomes dos Santos Souza, explica que um dos problemas provocados pelo jejum intermitente são efeitos causados no corpo pela restrição alimentar. “Para ser segura, a prática precisa ser monitorada por uma equipe capacitada composta, no mínimo, por um nutricionista e um médico” diz Irani.

Mas você sabe o que é o jejum intermitente? Você pode assistir uma breve explicação abaixo:

O jejum alimentar é um tipo de dieta em que o praticamente se priva de alimentos por alguns períodos, “com redução e exclusão total de energia, intercalados com períodos de ingestão normal de alimentos e líquidos”.

A seguir, você confere algumas dúvidas respondidas pela coordenadora Irani Gomes.

É eficiente para perda de peso?

Pode levar a perda de peso, porém não há redução apenas do tecido adiposo, mas também de massa magra. Por isso, é importante que haja um monitoramento profissional. “Os longos períodos de jejum podem desencadear comportamentos de compulsão alimentar em dias que a alimentação está livre. Ou seja, o paciente, ao reiniciar a alimentação, poderá fazer escolhas erradas e de alto aporte calórico - o que não caracteriza uma educação alimentar”, explica.

Qual o modo mais adequado?

Existem diferentes tipos de jejuns intermitentes: de 14 a 16 horas sem o consumo de alimentos, 24 horas, 36 horas e consumo em cinco dias seguidos por restrição de 48 horas. “No último caso, o consumo alimentar acontece normalmente em cinco dias da semana e, durante os outros dias, acontece uma restrição severa de calorias”, diz Irani. O jejum mais adequado pode ser definido por nutricionista ou médico. “Muitas vezes se faz necessário também a presença de um psicólogo, pois o ato de se alimentar é muito mais do que uma necessidade energética corporal, envolve emoções”, afirma a docente.

Dicas para uma prática saudável

É importante ter em mente que o jejum intermitente não seja visto como a prática perfeita de perda de peso pois existem consequências que podem ser negativas. “O ideal é uma alimentação balanceada em calorias sem exagero, sem excesso de sal, gorduras, açúcar. O ideal é que seja retomada uma alimentação saudável”, alerta a professora.

A professora finaliza dizendo que a prática não deve ser estimulada. “Prática restritivas são temporárias e não permitem resultados fixos por muito tempo, ou seja, essas práticas podem proporcionar o ‘efeito sanfona’, que é o emagrecimento seguido de ganho de peso em um ciclo constante” finaliza a professora.

LEIA TAMBÉM:

Aprenda truques infalíveis para que os seus alimentos frescos durem mais

Suco natural detox para desinchar que você pode fazer em casa; com poucos ingredientes

Além da salada: 5 usos diferentes para o vinagre de cozinha

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos