logo
Estilo de Vida
/ Reprodução / Reprodução
Estilo de Vida 26/08/2021

“Me disse que estava grávida e eu a matei”: a confissão do chocante de um assassino e a pista que definiria a sentença

Por : Metro World News

Em uma confissão chocante, um colega de classe de Lucía Fernández, a menina de 15 anos assassinada na Argentina, confessou que matou a jovem porque estava grávida.

Graças ao depoimento de uma testemunha que declarou ter visto a vítima com um menino que conhecia horas antes de o corpo da adolescente ser encontrado, o crime foi elucidado, como detalhado pela Rádio Mitre. 

“Ela me disse que estava grávida e eu a matei”, disse o agora único acusado do crime.

Com base na confissão, foi realizada uma operação na casa do réu, onde foram apreendidos um par de tênis com vestígios de sangue e uma faca do tipo tramontina com cabo azul. 

Vídeo registra momento em que manada de cervos cruza estrada e acaba colidindo com esportivo em alta velocidade

O suposto autor do feminicídio é menor de idade, pelo qual o Ministério Público definirá seu futuro. 

“Me disse que estava grávida e eu a matei”: a confissão do chocante de um assassino e a pista que definiria a sentença

Lucía Fernández sofreu mais de uma dezena de perfurações em diferentes partes do corpo, principalmente no pescoço e no abdômen, segundo o laudo pericial. 

Os peritos que trabalharam na cena do crime detectaram que havia sinais de arrastamento. Isso significa que o corpo da adolescente foi deslocado para fins de ocultação após o ataque.

Ainda de acordo com as informações, a jovem deixou sua casa na cidade de Fray Luis Beltrán ao meio-dia para ir ao encontro do jovem que agora está detido por seu crime.

Confissão chocante
Reprodução

Com informações da Rádio Mitre

LEIA TAMBÉM: