Estilo de Vida

Telescópio da NASA capta raios brilhantes e sombras escuras em uma galáxia próxima

galáxia próxima

O Telescópio Espacial Hubble da Agência Espacial Americana (NASA) registrou recentemente raios brilhantes e sombras escuras em uma galáxia próxima.

Como detalhado pela insituição, por meio de comunicado, a 156 milhões de anos-luz de distância, o coração da galáxia ativa IC 5063 revela uma mistura de raios brilhantes e sombras escuras provenientes do núcleo em chamas, lar de um buraco negro supermassivo.

Nesta imagem capatada pelo importante telescópio espacial, os astrônomos sugerem que um anel de material empoeirado ao redor do buraco negro pode estar lançando sua sombra no espaço. 

De acordo com este cenário, a interação de luz e sombra pode ocorrer quando a luz lançada pelo buraco negro monstro atinge o anel de poeira, que está enterrado bem no fundo do núcleo. 

Como detalhado pela NASA, a luz flui através das lacunas do anel, criando os raios brilhantes em forma de cone. 

Raios brilhantes e sombras escuras em uma galáxia próxima

Segundo o texto, no entanto, manchas mais densas no disco bloqueiam parte da luz, lançando sombras longas e escuras pela galáxia.

Este fenômeno é semelhante à luz do sol que penetra nossas nuvens terrestres ao pôr do sol, criando uma mistura de raios brilhantes e sombras escuras formadas por feixes de luz espalhados pela atmosfera.

Como detalhado pela NASA, no entanto, os raios brilhantes e sombras escuras que aparecem no IC 5063 estão acontecendo em uma escala muito maior, atingindo pelo menos 36.000 anos-luz.

  1. CONFIRA MAIS:
  2. Sonda espacial revela mistério por trás de grande fenômeno do planeta Júpiter
  3. Imagens sensíveis: vídeo impressionante registra momento em que 4 pessoas são atingidas por um raio na Índia
  4. O maior de 2021: Agência Espacial emite alerta sobre gigante asteroide ‘2001 FO32’ que passará próximo à Terra
  5. Alerta sobre asteroide gigante que passará próximo à Terra no mês de maio
  6. Agência transforma informações captadas no espaço em áudio e resultado ‘macabro’ é impressionante
  7. Descobertas as primeiras radiografias do planeta distante Urano por meio de observatório da NASA

As observações foram feitas em 7 de março e 25 de novembro de 2019, pela Wide Field Camera 3 e Advanced Camera for Surveys do Hubble. Confira o registro impressionante compartilhado pela NASA: 

Buraco negro supermassivo no centro de uma galáxia elíptica

Outro registro também foi divulgado nesta semana, por meio da página oficial da instituição americana. O arquivo faz parte do acervo do Telescópio Hubble.

  1. VEJA AINDA:
  2. Agência Espacial enviará robô móvel ao polo sul da Lua para identificar concentração de gelo
  3. Telescópio Hubble capta ‘imagem macabra’ no espaço
  4. Com super tecnologia, microfone especial da Agência Espacial detecta turbulência a centenas de quilômetros de distância
  5. NASA começa a montagem final de nave espacial que vai monitorar asteroide Psyche

Como detalhado pela NASA, jatos espetaculares são movidos pela energia gravitacional de um buraco negro supermassivo no centro da galáxia elíptica Hércules A. 

Ainda de acordo com as informações, os jatos disparam através do espaço por milhões de trilhões de milhas.

Esta imagem, obtida pelo Telescópio, foi originalmente lançada em novembro de 2012. Confira o registro impressionante: 

Telescópio Espacial Hubble da Agência Espacial Americana (NASA)

Como detalhado, o Telescópio Espacial Hubble é um satélite artificial não tripulado que transporta um grande telescópio para luz visível e infravermelha. 

Foi lançado pela NASA, agência espacial estadunidense, em 24 de abril de 1990, a bordo do ônibus espacial Discovery. 

Texto com informações da NASA

LEIA TAMBÉM:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos