logo
Foto: Pexels /
Estilo de Vida 03/05/2021

Skincare: Qual é a idade ideal para repor o colágeno da pele?

O colágeno mantém a pele com o aspecto mais jovem e saudável, já que representa 70% de toda a proteína que existe na nossa pele.

O colágeno é uma proteína importantíssima na manutenção das funções do nosso corpo e a diminuição de sua produção começa a partir dos 30 anos.

O colágeno é uma proteína que é produzida naturalmente pelo nosso corpo, mas também encontrada em alimentos com carne e gelatina. É o elemento responsável por manter as células firmes e unidas, oferecendo estrutura, firmeza e elasticidade à pele. Por isso é um importante ativo que mantém a pele com o aspecto mais jovem e saudável, já que representa 70% de toda a proteína que existe na nossa pele.

Amplamente usado pela indústria cosmética, o colágeno é importante também para outros tecidos, como para a integridade dos nossos músculos, ligamentos, tendões e articulações. Há diferentes tipos de colágeno, que podem aparecer no corpo em forma de gel ou até como fibras, como é o caso dos tendões. Ele também ajuda a sustentar órgãos e é parte importante da estrutura dos dentes e ossos.

Resumindo: é uma substância muito importante para que o nosso corpo possa cumprir as suas funções vitais. Especialistas indicam que a partir dos 30 anos o corpo já apresenta uma queda do colágeno, mas é a partir dos 50 anos que os sinais de sua carência são contundentes. Por isso, eles recomendam que quanto mais cedo a reposição dessa proteína for feita, maiores serão as chances de ótimos resultados.

Leia mais sobre beleza e cuidados pessoais:

Lembre-se que todas as informações contidas neste artigo são somente aporte para a sua informação. Qualquer decisão dermatológica ou nutricional deve ser tomada por seu médico dermatologista ou profissional de nutrição. Consulte-os regularmente.

Sinais indicativos da deficiência de colágeno

Nosso corpo dá sinais visíveis a partir dos 50 anos de que necessita de uma reposição dessa proteína. São eles: aumento da flacidez, perda de elasticidade da pele, surgimento de rugas e linhas de expressão, aparecimento de estrias, pele fina e desidratada, diminuição da densidade dos ossos, enfraquecimento das articulações e dos ligamentos.

Hábitos que aceleram a perda de colágeno

Diversos fatores podem acelerar a perda de colágeno, sejam fatores intrínsecos ou extrínsecos. Por exemplo, dietas restritivas, com poucas fontes de proteínas, tabagismo, e o consumo exagerado de açúcar podem ser fatores intrínsecos. A exposição ao sol sem proteção e o estresse são fatores extrínsecos. 

Como repor o colágeno através da alimentação?

Para uma dieta rica em colágeno, é recomendado aumentar o consumo de carne vermelha, branca e gelatina. Também é importante acrescentar à rotina alimentícia do dia a dia alimentos ricos em vitamina C, pois ajudam na absorção do colágeno, sendo inclusive recomendável que esses alimentos sejam ingeridos em conjunto. Laranja, kiwi, abacaxi e mamão são exemplos de frutas que podem ser consumidas em uma mesma refeição. Também existem suplementos alimentares para ajudar nessa tarefa.