logo
/ Cena de "Olívia olhos gulosos"/ Reprodução / Cena de "Olívia olhos gulosos"/ Reprodução
Estilo de Vida 28/04/2021

Confira os curtas vencedores de concurso audiovisual sobre infância

Idealizado pela ONG Usina da Imaginação, os vídeos trazem temas sobre infância em diversos contextos socioculturais

Por : Amanda Nunes Moraes - Canguru News

Curtas-metragens que abordam a infância e assuntos relacionados a esse universo receberam prêmios no 3º Laboratório de Campanhas da Primeira Infância. O projeto é uma iniciativa da ONG Usina da Imaginação, de Florianópolis (SC), que realizou uma oficina-concurso para selecionar as melhores produções nas categorias “Natureza do Brincar” e “Paternidade presente”. Abordando diferentes contextos socioculturais, os vídeos retratam a infância nas grandes cidades, na periferia, no interior de diferentes estados e em agrupamentos indígenas. Assista aos vídeos vencedores no fim da matéria.

Foram 22 produções inscritas, com participantes de 12 estados brasileiros diferentes. No total forma distribuídos 6 prêmios, para os 3 primeiros lugares nas duas categorias do concurso. Entre os curtas-metragens vencedores com foco na primeira infância está “Olivia Olhos Gulosos”, de Flávia do Nascimento Neves (Barra Mansa, RJ), que mostra momentos do cotidiano da menina que dá nome ao vídeo, em casa e áreas verdes, ressaltando a sua curiosidade em explorar e conhecer o mundo ao seu redor. “Fiquei muito emocionada fazendo esse trabalho. Foi um registro muito afetivo”, afirmou Flávia, mãe de Olívia. 

Outro vídeo que merece destaque é “Memórias do não saber”, de Nicolas Busato (Florianópolis, SC). O curta traz diversos depoimentos de mulheres que recordam momentos vividos com seus pais e comentam a importância da figura paterna em suas vidas.

Mesmo com os desafios da pandemia, foi possível realizar todas as oficinas e produções, de forma remota e segura. Para os idealizadores do projeto, Rita da Silva e Kurt Shaw, cineastas e fundadores da Usina da Imaginação, os curtas vencedores foram muito potentes e emocionantes. “O trabalho de Nicolas, que fala da paternidade entre gerações, se diferenciou pelo formato, pela beleza das imagens e por ser muito tocante. Já o curta da Flávia mostrou a poesia que existe na relação da criança com a natureza”, relataram.

Leia também: 14 curtas que nos ajudam a falar com os filhos de sentimentos e valores

Cursos para produção dos curtas-metragens sobre infância

O edital foi dividido em duas etapas: oficinas de audiovisual e produção de vídeos, realizados de forma online. Na primeira, foram promovidas 5 oficinas: “Primeira infância e produção audiovisual”, com Rita da Silva; “Roteiro”, com a roteirista de cinema e TV Gabriella Mancini; “Como contar história com imagens: fotografia e direção”, com a diretora, fotógrafa e documentarista Sandra Alves; “O som do audiovisual”, com a videoativista e técnica de som Lara Bione; e “Montar um filme”, com a diretora, produtora e montadora Cintia Domit Bittar. Na segunda parte do concurso, os participantes tiveram apoio de mentores para conceber o projeto e finalizar os curtas-metragens sobre infância. Os profissionais envolvidos nesta etapa foram o diretor de cinema Marcelo Pedroso e Gabriella Mancini, além de Rita da Silva e Kurt Shaw.

Os vídeos vencedores foram selecionados através de voto popular e também contaram com avalições de renomados profissionais do meio audiovisual. O júri foi formado por Maria Thereza Marcílio, coordenadora regional para as Américas do projeto Líderes Globais da Educação Infantil do Fórum Mundial de Educação e Cuidados da Primeira Infância; pela escritora, documentarista e pesquisadoras das infâncias Gabriela Romeu; pela doutora em comunicação e coordenadora do Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte Gilka Girardello; pelo historiador especialista em políticas públicas para a infância Luciano Ramos; pela estudante e atriz mirim Helena da Silva Shaw; pela estudante e aprendiz do audiovisual do Recife Isabelle Barreto; por Kurt Shaw e Rita da Silva.

O edital contou com grande participação do público, no total, o site registrou mais de 6 mil votos. Os primeiros lugares ganharam uma câmera profissional de entrada com lente e microfone shotgun; os segundos colocados receberam um smartphone com sistema multicâmera, tripé e microfone lapela; e os terceiros lugares também levaram o smartphone.

Leia também: E o Oscar vai para… 5 indicados ao prêmio para assistir com as crianças

Sobre a Usina da Imaginação

Oficializada em 2016, a Usina da Imaginação foi fundada por Rita da Silva e Kurt Shaw em Florianópolis, porém, já funcionava há 20 anos. A ONG realiza pesquisa, produção cultural, desenvolvimento de produtos audiovisuais e mobilização comunitária, envolvendo especialmente crianças e jovens. O grande objetivo da iniciativa é inspirar as comunidades a valorizarem suas culturas e conhecimentos para promover igualdade de raça e gênero, promovendo também o diálogo inter-geracional.

Confira as produções vencedoras e as menções honrosas

1º lugar

Natureza do Brincar: Olivia Olhos Gulosos, de Flávia do Nascimento Neves (Barra Mansa, RJ)

Paternidade Presente: Memórias do não saber, de Nicolas Busato (Florianópolis, SC)

Leia também: 20 filmes clássicos e inspiradores para assistir com toda a família

2º lugar

Natureza do Brincar: Eu quero brincar, de Wagner Coelho (Cachoeirinha, RS)

Paternidade Presente: O que é ser pai presente?, de Renata Borges (Cachoeirinha, RS) 

Leia também: 26 filmes que abordam a relação entre pais e filhos

3º lugar

Natureza do Brincar: Brincar é Natural, de Manuela Miranda (Maceió, AL)

Paternidade Presente: Nossos cantos são cantos da casa de Ojú, de Ojú Forinha e Lucas Alberto (Belém, PA) 

Menções Honrosas

Brincar é Natural, de Manuela Miranda (Maceió, AL)

Trilhas, de Ricardo Carvalho(Rio de Janeiro, RJ)

Leia também: Conheça os lançamentos infantis da Netflix para 2021

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis!