logo

Em 2020, a equipe de segurança do game PUBG MOBILE encontrou e inutilizou uma média de 300 tipos de trapaças a cada mês.

Com isso, como revelado por meio de comunicado, o game implementou o Sistema Anti-Trapaça Ban Pan que, além de combater “cheats”, também age contra comportamentos tóxicos e impróprios que prejudicam o ambiente de jogo.

Através do Ban Pan, o jogador consegue acessar a Zona Segura e ver o replay de sua morte pela ótica do rival, a fim de perceber possíveis manipulações que podem ser denunciadas.

Entre 2 e 8 de abril, sistema Anti-Trapaça Ban Pan baniu 1.620.242 contas suspeitas, do nível Bronze ao Conquistador.

Em 2021 a caça aos cheaters continua e, entre 2 a 8 de abril foram banidas permanentemente do PUBG MOBILE 1.620.242 contas suspeitas.

Como informado, banidas por conta de trapaças do tipo visão de raio-x, hacks de mira automática, hacks de velocidade, dentre outros. Apenas em março deste ano, o número de contas banidas superior a 7 milhões.

Jogo também introduziu o novo Sistema de Banimento Competitivo em campeonatos oficiais.

Game PUBG MOBILE – exército de 240 mil investigadores

No momento, PUBG MOBILE possui um exército de 240 mil investigadores espalhados por todo o mundo, e graças ao esforço deles o jogo conseguiu identificar e punir mais de 50 mil trapaceiros com mais de 70% de precisão.

Ainda de acordo com as informações, em 2021, o game está implementando em seus campeonatos oficiais o Sistema de Banimento Competitivo para garantir uma experiência de gameplay justa em todos os torneios.

Texto com informações do game PUBG MOBILE

LEIA TAMBÉM: