logo

Com as medidas de isolamento social e a necessidade de ficar em casa, para evitar o aumento de casos de covid-19, as crianças têm feito menos atividades físicas. Dados mostram que já antes da pandemia, a falta de exercícios era frequente. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em todo o mundo, 1 em cada 5 adultos e 4 em cada 5 crianças e adolescentes, entre 11 e 17 anos, não praticam atividade física suficiente.

O sedentarismo pode provocar doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e câncer de mama, entre outras doenças crônicas não transmissíveis.

O diretor de Promoção de Saúde da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), José Francisco Kerr Saraiva explica que as evidências são claras quanto ao impacto negativo do sedentarismo sobre a saúde. “Apesar de não sair de casa, é fundamental que todos realizem atividade física no ambiente domiciliar. Deve-se buscar que as atividades físicas sejam integradas ao cotidiano e que sejam prazerosas. Tais medidas são essenciais e de grande contribuição para a saúde física e mental, auxiliando na prevenção à Covid-19 e suas consequências”, alerta o médico.

Para conscientizar os pequenos sobre a importância de hábitos mais saudáveis, o Comitê da Criança e do Adolescente da SBC em parceria com a Mauricio de Sousa Produções, desenvolveu um material gráfico com várias dicas para as crianças. Veja a seguir algumas delas.

Leia também: Falta de atividade física ou má alimentação: o que é pior para as crianças?

O que importa é se movimentar

A dica é do Cebolinha e do Cascão: para se exercitar, vale fazer qualquer movimento. Pode ser durante as tarefas do dia a dia, nas brincadeiras ou na prática de um esporte – tudo é considerado uma atividade física e faz muito bem para o coração e para a mente.

José Francisco recorda as orientações da OMS, que diz que, para indivíduos saudáveis e assintomáticos devem ser realizados, no mínimo, 150 minutos de atividade física por semana para adultos e 300 minutos de atividade física por semana para crianças e adolescentes. “Esse tempo de atividade física deve ser acumulado durante os dias da semana, podendo ser dividido de acordo com sua rotina”, recomenda o diretor da SBC.

Ele diz que neste momento de pandemia, qualquer atividade motora que resulte em um gasto energético acima dos níveis de repouso é válida, assim como a prática sistematizada, devidamente elaborada e prescrita por um especialista, considerando variáveis de treinamento que visam objetivos específicos.

Leia também: Ballet, música, circo… atividades extracurriculares funcionam no online?

Pular também vale

Para aproveitar a energia (de sobra) que as crianças têm, vale sugerir que façam exercícios repetidos, e assim aumentar o tempo da atividade realizada. O ideal é praticar um pouquinho todos os dias, buscando a cada vez superar os próprios recordes. Para tanto, a Sociedade Brasileira de Cardiologia dá algumas sugestões:

– Levantar-se da cadeira ou do sofá, tocar os dedos dos pés com as mãos, depois erguer as mãos bem alto sobre a cabeça tentando alcançar o teto. Sugira à criança que repita pelo menos dez vez a prática.
– De pé, erguer as pernas 20 vezes alternando direita e esquerda; girar o braço para frente por 30 segundos e para trás por mais 30 segundos; ficar em uma perna só, depois tentar colocar as mãos para cima e depois para o lado. Em seguida tentar o mesmo com a outra perna; 
– Correr no mesmo local por 30 segundos; fazer polichinelos e agachamentos por 15 segundos cada; contar quantos pulos a criança consegue fazer em um minuto.

Leia também: Criança de regime: saiba como implementar uma nova rotina alimentar

Vamos dançar?

Dançar é uma excelente forma de se movimentar e ao mesmo tempo se divertir com as crianças. Uma sugestão de passinhos: “pé direito na frente, pé direito atrás, roda, roda, roda…”. Também pode simplesmente movimentar o corpo com alegria enquanto a música toca. Ou, ainda:
– Encher uma bexiga com ar. Se tiver duas vai ser mais legal. Lançar para cima e não as deixar cair no chão; 
– Fazer uma caça ao tesouro, inventar as regras, os desafios e dicas e, depois, escolher e esconder um tesouro bem legal. Se todo mundo para participar, fica mais divertido! 

Cuidados durante as atividades físicas

Ao realizar atividades físicas é importante procurar um local seguro para a prática, de modo a evitar acidentes, respeitar as necessidades do corpo, bebendo água e fazendo refeições saudáveis; conversar com um profissional de saúde caso tenha algum desconforto durante a prática de exercícios e manter o uso dos medicamentos prescritos por seu médico.

Para saber mais sobre a campanha de incentivo à atividade física, acesse as redes sociais da SBC e da Turma da Mônica.

Leia também: 3 canais online que ajudam a manter a rotina de exercícios das crianças na pandemia