Como despertar o amor entre irmãos

Comparar os filhos pode prejudicar a construção da personalidade deles

Por Canguru News

Muitos pais acreditam que a criação dos filhos deve se dar mesma maneira, ainda que sejam diferentes. Mas não é bem assim. Segundo a psicóloga Camila Cury, cada filho é único e, por isso, não devemos compará-los. "Além dessa atitude não ser nada saudável para a construção da personalidade deles, agindo assim, prejudicamos a afetividade entre os irmãos. E isso é o oposto do que nós, mães e pais, desejamos", afirma Camila, que fundou a Escola da Inteligência, programa de educação socioemocional aplicado em escolas.

Ela dá como exemplo as personalidades de seus dois filhos: enquanto Augusto, de 4 anos, um está mais preocupado com as consequências de suas atitudes e os perigos que pode vir a correr,  Alice, 3, é mais impulsiva e gosta de experimentar sem pensar muito nos riscos.

"Cada um deles exige de mim diferentes estratégias e ferramentas para que cresçam e se desenvolvam de forma saudável e feliz", afirma. Comparações e frases do tipo “olha, sua irmã faz e você não” servem apenas para exaltar um e diminuir o outro, criando uma disputa nada benéfica entre irmãos.

Leia também: Crianças precisam descobrir que são ‘antifrágeis’ para viver no mundo pós-covid

Ao respeitar as singularidades de cada um, estamos também contribuindo para despertar o amor entre os irmãos.

É importante lembrar que cada criança tem o seu momento de desenvolvimento e aprendizagem e o papel dos pais é ajudar os filhos em todas as etapas, respeitando as suas individualidades. "Assim, estaremos contribuindo para despertar o amor entre os irmãos. Brigas vão existir e são normais.  Afinal, os irmãos estão aprendendo a conviver, a ouvir 'não', a ceder e a dividir", relata a psicóloga.

Para os momentos de briga entre irmãos, deve-se evitar tomar partido e dizer que um está certo e o outro, errado. Propor o diálogo, buscar soluções em conjunto e estimular os filhos a enxergar as características saudáveis um do outro são maneiras de contribuir para um maior equilíbrio nas relações entre irmãos. "Crie situações para que eles se amem, se admirem e tenham uma boa convivência. Assim, você terá filhos que têm sim suas divergências, mas que sabem explorar o que o irmão tem de melhor", conclui a psicóloga.

Leia também: Conflitos entre irmãos podem ser úteis, sabia? Se você souber o que NÃO fazer.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis!

Loading...
Revisa el siguiente artículo