logo
/ Crédito: Adrienn / Pexels  / Crédito: Adrienn / Pexels
Estilo de Vida 26/10/2020

Acne, irritação e outros exemplos de que sua pele está rejeitando sua maquiagem

Todos nós amamos maquiagem. Porém, quando ela é usada sem cautela, certos estragos aparecem na pele. A melhor medida será evitar que sua pele fique irritada com esses produtos não deixando-os de lado, mas aprendendo a escolher os certos, não abusar de sua frequência e, claro, removê-los antes de ir dormir.

 

Leia também

 

Efeitos da maquiagem na pele

Para as mulheres, uma boa maquiagem é a oportunidade de explorar todos os seus atributos, esconder algumas imperfeições e, em geral, chegar à sua melhor versão.

Mas o que acontece quando não é usado com o devido tratamento? Sua pele sente (e muito). Um exemplo disso é a pesquisa de que sombras oculares podem causar infecções e irritações graças à poeira, além de serem produtos que podem abrigar diferentes bactérias.

Na verdade, um aspecto fundamental é a preservação dada aos cosméticos. Por exemplo: se sua base acumular ácaros porque está mal coberta, eles vão se reproduzir dentro dela e quando você levá-la para sua pele, seus poros serão cobertos, você vai gerar mais sebo e você terá acne, de acordo com o portal Nueva Mujer.

 

Danos colaterais que também importam

Da mesma forma, outras partes do seu corpo são alterados quando você usa maquiagem de baixa qualidade, como os cílios, uma vez que o rímel mata melanina e isso significa que eles começam a cair com mais frequência do que o habitual.

Aos olhos, outro risco é o delineador quando usado de forma desordenada e muito constante, especialmente em áreas como a linha d’água, já que se ele se acumula ali e causa conjuntivite.

Entre as práticas ruins muito comuns está também o não remover maquiagem antes de ir dormir, algo que pode envelhecer alguém em até 10 anos se você praticá-lo por um mês consecutivo.

Também gera lábios secos, olhos inchados, pele seca e opaca, com menos umidade e textura desigual, juntamente com as temíveis rugas que se tornam mais profundas.

 

O que fazer com essa situação?

Uma das melhores dicas em termos de proteção é que você usa maquiagem original. Embora no início possa ser visto como um grande investimento, a longo prazo ele vai economizar muitas dores de cabeça e você gasta mais dinheiro tentando reverter o dano das réplicas.

“Os dermatologistas sempre recomendam minimizar o uso de maquiagem e escolher produtos não comedogênicos e sem óleo para minimizar as chances de desenvolver acne cosmética”, disse a médica Andrea Combalia.

Da mesma forma, ele garantiu que deve ser responsável ao aplicá-la quando você tem uma pele doente, ou seja, com pré-condições de acne ou dermatite seborreica, já que esses produtos podem piorar se você não aconselhar com um especialista.

“Quanto menos horas o produto estiver em contato com nossa pele, melhor, já que não fomos projetados para usar uma camada de maquiagem no rosto”, concluiu a especialista.